ESCÂNDALO DA PETROBRAS MUDA O BRASIL PARA SEMPRE, DIZ DILMA - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 17 de novembro de 2014

ESCÂNDALO DA PETROBRAS MUDA O BRASIL PARA SEMPRE, DIZ DILMA

A presidente Dilma Rousseff disse que as investigações sobre o escândalo envolvendo a Petrobras mudarão, de forma definitiva, as relações entre sociedade, Estado e empresas no Brasil. Segundo ela, este não é o primeiro escândalo do tipo no País, mas o primeiro a ser investigado, o que mudará “para sempre” o Brasil quanto ao combate à impunidade. Ela apontou que há possibilidade de a origem do atual esquema estar em escândalos anteriores não investigados.

As declarações foram feitas na madrugada de ontem, na Austrália, após a presidente participar da plenária da Cúpula do G20. “A grande diferença dessa questão é o fato dela estar colocada à luz do sol. Porque esse não é, de fato, e eu tenho certeza disso, o primeiro escândalo. Agora, ele é o primeiro escândalo investigado, o que é diferente. Isso acho que mudará para sempre as relações entre a sociedade brasileira, o Estado brasileiro e as empresas privadas”. 

Dilma considera que, pela primeira vez na história, o Brasil trata de forma “absolutamente aberta” um caso dessa dimensão. “Há aí diferença substantiva, e eu acho que isso pode de fato mudar o País para sempre, no sentido que vai se acabar com a impunidade. Essa é, para mim, a característica principal dessa investigação: mostrar que não é algo engavetável”. 

Perguntada sobre se o escândalo prejudica internacionalmente a Petrobras, que tem ações negociadas em diversas bolsas de valores, ela disse que, também no âmbito internacional, não é a primeira vez que uma empresa petrolífera se vê envolvida em denúncias de corrupção, e que, portanto, não acredita que ela venha a ser condenada pelo fato de, dentro do quadro, haver uma minoria de funcionários corruptos.

O Povo Online