TRABALHO IRREGULAR NA EMPRESA PSM EM SANTA QUITÉRIA - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

TRABALHO IRREGULAR NA EMPRESA PSM EM SANTA QUITÉRIA

O Sindicato dos Sapateiros do Estado do Ceará foi à Santa Quitéria para, mais uma vez, realizar uma reunião com trabalhadores nas portas de fábricas.
Em uma dessas reuniões na empresa PSM, os trabalhadores denunciaram diversas irregularidades que aconteciam dentro da empresa.
Haviam trabalhadores que trabalhavam há dois anos sem carteira assinada e a prática do trabalho infantil.  Outra denúncia foi o não fornecimento de alimentos e a não existência de médicos e técnico de segurança do trabalho. 
Os sapateiros também trabalhavam no feriado sem receber horas extras e um supervisor receitava medicamentos para os trabalhadores. “Lá é assim, sentiu uma dor o supervisor manda alguém comprar um analgésico na farmácia, não tem controle disso ou comprovante de pagamentos, os registros são feitos em um caderninho de anotações, o trabalhador não tem acompanhamento de pagamento de salário ou diárias.” Relatou o diretor do sindicato, Francisco Adjail.
Os trabalhadores também afirmaram que dos 120 trabalhadores da PSM, mais da metade seria irregular.
O sindicato já pediu uma fiscalização na sede da Superintendência Regional de Trabalho no município de Sobral.



Carlos Jardel