Fura fila em Barroquinha: MP abre Inquérito contra servidor e Secretária da Sáúde - Revista Camocim

Polo Camocim: Santos Dumont, 220,Centro - Contato: (88) 9 9312 4283

Polo Camocim: Santos Dumont, 220,Centro - Contato: (88) 9 9312 4283

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Fura fila em Barroquinha: MP abre Inquérito contra servidor e Secretária da Sáúde

 A Barroquinha em 2021: sofre com um vírus, sofre com uma gestão!




Essa semana foi marcada por denúncias de falta de acompanhamento médicos dos casos de COVID na cidade de Barroquinha. Muitos áudios circularam na cidade e nas rádios locais, dando conta da falta de medicamento e principalmente de humanidade por parte dos profissionais, que não pertencem à saúde, mas que por um cabide de emprego são colocados lá sem qualquer preparo.


O descaso com a saúde  agora ganha mais uma página grave, com um caso de fura fila na vacinação, que ocorreu em fevereiro deste ano, mas que por estar em segredo de justiça, só agora veio à tona.


O servidor público Domingos Veras Neto, lotado no Gabinete do Prefeito, sem qualquer relação com serviços de saúde - mas um cabo eleitoral forte do Prefeito Notinha - foi imunizado e ainda teve o descaramento de registrar o recebimento do imunizante estampando a foto em suas redes sociais.  Ou melhor dizando: foto do momento em que ele retirou a vacina de  uma pessoa idosa ou de um profissional de saúde, público alvo naquele momento.


Ocorre que o ex-procurador do Município, o advogado Rildo Veras, fez o levantamento do caso e atestou um fato muito mais grave. A administração Pública, para justificar a vacina, nomeou o servidor Domingos Neto no cargo de Articulador Intersetorial, que não existe na Estrutura Administrativa do Município de Barroquinha.


A vacina foi aplicada em 12 de fevereiro. A Portaria de nomeação foi publicada no Diário Oficial no dia 16 do mesmo mês, no entanto dataram Portaria em 08 de fevereiro, para tentar dar uma anterioridade do ato administrativo.


O Ministério Público, considerando a gravidade, recebeu a denúncia do ex-procurador contra o Servidor Domingos Veras Neto e contra a Secretária da Saúde Flávia, Angélica Araújo Fontenele, mandando abrir Inquérito Civil Público.




Alfinetada:


Prefeito Notinha, o senhor tem certeza que sabe o papel de um prefeito ou ainda acha que administrar uma cidade em 2021, é da mesma forma que se administrava em 1996? Quando se fazia licitações na surdina e atendia com privilégios apenas os seus.


Carlos Jardel

Nenhum comentário: