Ana Maria ironiza nomeação da nova Secretária da Cultura: "É a junção do pandeiro e do maracá" - Revista Camocim

Postagem em destaque

Online Telecom promove Campanha Solidária para ajudar famílias carentes de Camocim

 Faça a sua doação e participe dessa corrente do Bem!  A Online Telecom lançou uma Ação Solidária para arrecadar alimentos que serão doados ...

terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Ana Maria ironiza nomeação da nova Secretária da Cultura: "É a junção do pandeiro e do maracá"

"Mais uma vez Camocim apresentará a dança do coco, com seus representantes cantando "maneira o pau". Parabéns Elizabeth, por sua escolha", disparou a ex-prefeita.




A ex-prefeita Ana Maria Veras se mostrou descontente com a nomeação da nova Secretária da Cultura do governo Betinha, Uderlene Alves, esposa do vice-prefeito Ismael Pinheiro, que, segundo a ex-gestora: "não tem ligação com nenhum grupo cultural de Camocim". 

Ana Maria iniciou a critica, em postagem no Facebook, dizendo que é "zero" a valorização dada ao prédio da antiga Estação Ferroviária, que acomoda atualmente a sede da Secretaria da Educação e que já serviu até como "depósito de ferro velho". 

"Tentei diversas vezes fazer alguma coisa, mas nunca foi possível", escreveu Ana Maria concluindo em caixa alta: "HOJE DESCANSEI DA MINHA PELEJA, DIANTE DA ESCOLHA DA PREFEITA ELEITA BETINHA E SEUS ALIADOS, PARA A INDICAÇÃO DE DONA UDERLENE COMO SECRETÁRIA DE CULTURA. NUNCA VI NADA TÃO PERFEITO: É A JUNÇÃO DO PANDEIRO E DO MARACÁ. MAIS UMA VEZ, CAMOCIM APRESENTARÁ A DANÇA DO COCO COM SEUS REPRESENTANTES CANTANDO MANEIRA, O PAU , PARABÉNS ELIZABETH, POR SUA ESCOLHA!




Nos comentário, interagindo com internautas, a ex-prefeita foi mais clara: "são escolhas políticas e não meritórias...Eu sonhei com a escolha da Secretaria, estou abestada"



Criticas

Essa não é a primeira critica que Ana Maria faz ao grupo Aguiar. Por várias vezes ela desferiu golpes verbais abertamente contra governo da ex-prefeita Monica, do qual foi Secretária da Cultura, mas que renunciou "chutando o pau da barraca" por não ter autonomia. 

Para o bem da verdade, principalmente para os mais novos, Ana Maria Veras, no passado, foi ferrenha  inimiga politica do grupo Aguiar, cujo líder, na época, era o ex-deputado estadual Francisco Aguiar. Inclusive o  apelido de "Chico Promessa" lhe foi dado por ela. 

Mas, voltando pro passado recente, nas eleições de 2020, Ana fez campanha pra prefeita Betinha, de quem é ex-cunhada e sua primeira mentora politica.  No entanto, após campanha, a ex-prefeita Veras começou a sinalizar em suas redes sociais que, apesar dos laços familiares com a ex-cunhada, não iria poupa-la da critica.

Os bombardeios começaram logo com a infraestrutura do Lago Seco e da Praia do Maceió, repletos de barracas ilegais, autorizadas em plena campanha eleitoral pela prefeita Monica e pelo deputado Sérgio, com fins eleitoreiros.  Ou seja: um problema que precisa ser resolvido pela gestão Betinha, mas que possivelmente receberá "vista grossa".

Agora, com essa primeira critica mais aberta, Ana Maria Veras fez questão de deixar nas entrelinhas que Betinha é fantoche do grupo Aguiar, que não tem autonomia politica nenhuma, e que seu governo será apenas mais um do mesmo da velha oligarquia. 

Apadrinhamento

Betinha foi jogada na vida pública graças aos laços familiares que tem com Ana Maria (ex-cunhada).  "Mentora Politica da Betinha", é assim que, nos bastidores, muitos aliados políticos do casal Aguiar tratam a atual prefeita.

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: