quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Queda na oferta de cervejas deve elevar preço do produto no Ceará.

Com a produção industrial do setor de embalagens impactada pelas restrições impostas na quarentena, fabricantes de cerveja foram obrigados a reduzir a oferta de algumas marcas nas prateleiras. E a movimentação, de acordo com o presidente da Associação Cearense de Supermercados (Acesu), Gerardo Vieira, tem gerado dificuldades para estabelecimentos comprarem produtos de algumas marcas, o que faz com que o estoque diminua. Com a redução de oferta, segundo a Acesu, a tendência é que o preço das cervejas suba gradativamente nos próximos meses.

Vieira diz que todo fim de ano há redução de oferta de cerveja, mas em 2020, devido à pandemia, a situação está mais grave. Representantes do setor, afirma ele, contam que o problema é motivado pela falta de embalagens, alumínio e vidro. "Estamos tendo dificuldades para comprar cervejas, e isso vai enxugando o meu estoque regulador. Tem produto que já falta há mais de uma semana. Em dezembro, com certeza, isso vai se agravar", estima.

Restaurantes

A redução na oferta de cervejas também é notada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O diretor executivo da instituição, Taiene Righetto, destaca que os comerciantes perceberam a queda do nível de reposição dos estoques em setembro. E esse impacto no abastecimento acabou colaborando para uma queda no faturamento dos restaurantes, já que o ticket médio dos clientes diminuiu nesse período

Informações do Camocim Polícia 24h via Diário do Nordeste.

Nenhum comentário: