sábado, 5 de setembro de 2020

Igrejas católicas terão revezamento, telão e triagem nas missas


As igrejas católicas da Capital e de parte da Região Metropolitana reabrem as portas neste sábado (5), conforme definido pela Arquidiocese de Fortaleza no dia 28 de junho. Os templos tinham autorização para funcionar desde o fim de junho. Com a decisão, as paróquias devem se adaptar a uma nova realidade que ainda inspira cuidados sobre a transmissão do coronavírus entre fiéis, principalmente idosos. Revezamento de comunidades, transmissões online e telão na área externa estão entre as medidas tomadas para evitar aglomerações.

As recomendações comuns, conforme carta circular da Arquidiocese, são a formação de equipes de acolhida para orientar os fiéis; o uso obrigatório de máscara durante a celebração, sendo permitida a retirada apenas na comunhão; o uso de álcool em gel para higienizar as mãos e distanciamento mínimo entre as pessoas.

Ao todo, a Arquidiocese de Fortaleza congrega 147 paróquias e áreas pastorais, em 31 municípios cearenses. A maioria está localizada em Fortaleza (77), Caucaia (11), Maracanaú e Cascavel, com seis cada. Conforme o plano de retomada da economia, todos os municípios incluídos na Arquidiocese estão na Fase 4, ainda que em semanas diferentes.

Na Igreja de Fátima, em Fortaleza, serão permitidos, no máximo, 250 fiéis por celebração - três em cada banco -, correspondendo a um terço da capacidade do templo. O fiel deve chegar antecipadamente, não sendo necessário agendamento. Não será permitido reservar assentos para outras pessoas. Se a capacidade for excedida, os fiéis serão orientados a assistir à missa no pátio, que receberá marcações de distanciamento e telões nos períodos da tarde e da noite, para garantir a segurança.

O padre Ivan de Souza, pároco do Santuário, lembra que ocorrerão cinco missas tanto no sábado como no domingo. Também reforça que pessoas dos grupos de risco devem permanecer em casa e, se possível, frequentar missas durante a semana, "quando tem bem menos gente". "O vírus ainda está circulando, então é mais prudente aguardar. Nos demais casos, estamos preparados para qualquer eventualidade", garante.

Informações do Diário do Nordeste.

Nenhum comentário: