sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Julgamento do TRE poderá cassar mandato de Sérgio Aguiar.

Encontra-se concluso, aguardando o julgamento no Tribunal Regional Eleitoral, o processo contra o deputado estadual Sérgio Aguiar, indiciado, em dezembro de 2018, pelo Ministério Público Federal (MPF-CE), que pediu a cassação do seu mandato, mediante provas robustas atestando que  o mesmo se beneficiou eleitoralmente de contratações temporárias feitas de forma ilegal  pela Prefeitura de Camocim, através de sua esposa, a prefeita Monica Aguiar.

A Ação pede que Sérgio tenha o diploma de deputado cassado e fique inelegível até 2026, além do pagamento de multa em até R$ 393 mil reais e mais a condenação da prefeita Monica Aguiar.

O juiz relator do caso é David Sombra Peixoto, que deve colocar o processo em pauta a qualquer momento para o julgamento da corte.

A denúncia das contratações foi ofertada ao MPF através dos vereadores, Juliano Abreu Cruz, Júlio Cesar Sotero, Erasmo GomesEdvanílson Oliveira de Sousa e Ismael Jorge Gomes. Veja AQUI


Carlos Jardel

Nenhum comentário: