terça-feira, 28 de maio de 2019

Pavimentação de Camocim faz mais uma vítima

Calçamento não suportou o peso do caminhão, cedeu e deixou motorista no prejuízo



Hoje pela manhã, a pavimentação de uma das ruas do bairro jardim das Oliveiras, nas proximidades da Escola Profissionalizante de Camocim, cedeu e "engoliu" uma das rodas traseiras de um caminhão carregado de pedras, deixando o motorista, que é proprietário do veiculo, no prejuízo.

Esse não é o primeiro caso em que veículos são vitimas da pavimentação de Camocim. Muitos motoristas já tiveram seus transportes danificados em situação idêntica ao que ocorrerá com o da foto acima. 

Relembre AQUI  e AQUI alguns episódios semelhantes.

Alfinetada

Do jeito que a situação está, bem que a senhora prefeita, já que não consegue tomar uma atitude mais louvável frente ao absurdo realizado pelas empresas que acabaram de destruir a pavimentação das ruas de Camocim,  poderia determinar ao secretário da infraestrutura, Leonardo Aguiar, comprovado incompetente, que instalasse em Camocim, em parceria com a Sutran, placas de sinalização em determinas ruas com os dizeres: "proibido trânsito de caminhões". 

A ideia é um absurdo?, sim, é. É uma ironia. Mas, mais absurdo ainda é o motorista ter que transitar no "queijo suíço", tendo que fazer verdadeiras manobras na buraqueira infernal,  em macha lenta, para não quebrar seu veiculo de lazer ou de trabalho, comprado com muito suor. E o mais absurdo dos absurdos é ter que dirigir em ruas que são verdadeiras armadilhas, em que é preciso o motorista adivinhar qual trecho poderá ceder e engolir seu carro.

Alguma medida precisa ser tomada quanto isso. É preciso que as vitimas  desses acidentes causados pelo próprio município sejam indenizadas. Não é justo que o trabalhador tenha que pagar pela irresponsabilidade pública mais do que já paga.  

Acorda, prefeita preguiçosa. 

Carlos Jardel


Nenhum comentário: