Covid-19 - Prefeito de Jijoca de Jericoacoara recebe vacina sem ser do grupo prioritário - Revista Camocim

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Covid-19 - Prefeito de Jijoca de Jericoacoara recebe vacina sem ser do grupo prioritário




O prefeito de Jijoca de Jericoacoara, Lindbergh Martins, irresponsavelmente, furou a fila de vacinação contra a Covid-19 no município. Na fase 1 da vacinação, Ele não é do grupo prioritário estabelecido pelo Governo Federal e nem pelo Governo do Estado. 


A foto acima foi postada na própria página oficial do Governo Municipal, porém, retirada em seguida. No entanto, vários internautas já haviam compartilhado. 


 

A Própria página oficial da prefeitura AQUI de Jijoca de Jericoacoara publicou as fases da vacina e seus respectivos públicos prioritário.


1ª FASE:

•        Trabalhadores de Saúde;
•        Idosos acima de 75 anos de idade;
•        Pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência;
•        População indígena.


No estado do Piaui o Ministério Público Estadual está investigando o caso dos prefeitos que se vacinaram sem serem do grupo prioritário. 


Esse tipo de atitude do prefeito configura crime de improbidade administrativa e pode levar o prefeito, tanto a perca do mandato como a inelegibilidade. 


No Ceará, o prefeito de Jijoca pode ser o primeiro prefeito a sofrer com ação do Ministério Público Estadual, caso seja denunciado. 


Alfinetada

O prefeito Lindbergh não é idoso , não é servidor da saúde e muito menos trabalha na linha de frente, não é indígena e não mora em asilo de idosos. Ele é um gestor irresponsável e que está abusando do poder politico para se beneficiar da vacina da qual, nesse momento, ele não é o devido merecedor. No minimo ele está bancando uma de burro! 


Pra piorar, um puxa saco do prefeito, desinformado, ao compartilhar a imagem, ainda fez questão de postar a imbecilidade:  "nosso prefeito dando o exemplo".  Na realidade está dando é um mal exemplo pro Brasil. 


Em Jijoca  e na região, a critica contra o prefeito tomou conta da grande rede. 


Alô vereadores, alô Promotor de Justiça! 


Carlos Jardel 

Nenhum comentário: