Balsa naufraga nas margens do Rio Coreaú em Camocim - Revista Camocim

sábado, 2 de janeiro de 2021

Balsa naufraga nas margens do Rio Coreaú em Camocim

Nada de mais grave ocorreu além do prejuízo material. 


Ficou submersa nas margens do Rio Coreaú, em Camocim, uma das Balsas que faz a travessia de transportes e pessoas para Ilha do Amor (Balsa Atairu).
  
Populares informaram - sem indicarem o motivo real -  que o transporte fluvial retornava da Ilha para a outra margem do Rio quando começou a afundar. 

Nada de mais grave ocorreu além do prejuízo material. 

Populares informaram ainda que outra Balsa já teria sido providenciada  para garantir a travessia. 

Capitania dos Portos

O Relatório Preliminar da Agência da Capitania dos Portos de Camocim diz que o alagamento, segundo informações do proprietário da embarcação, Sr. Ivanildo,  "foi em razão de avaria da bomba de esgoto ou “bomba de porão”, como ele chama. 

O ocorrido se deu por volta 13h, do dia hoje (02).

O relatório  diz ainda " que a embarcação se encontrava atracada na Ilha do amor, e que, no momento do ocorrido, não havia nenhum veículo ou passageiros"

A Marinha informou também que  o reparo da embarcação  será acompanhada por militares da Marinha. 

"O Proprietário e toda a sua tripulação foi notificada para comparecimento na Agência da Capitania dos Portos em Camocim" 

"Foi informado ao proprietário que a embarcação deverá passar por uma nova vistoria, por parte de um Engenheiro Naval da Capitania dos Portos, como condicionante para sua recolocação em tráfego.

Ademais, a embarcação será retirada de Tráfego por meio de uma Portaria Administrativa e será instaurado um Inquérito Administrativo para apurar causas e responsabilidades pelo ocorrido". Dizo Relatório .

O comandante ressaltou  ao Revista Camocim  que "esse é um relatório preliminar. Obviamente só após o inquérito é que todas as causas serão esclarecidas em definitivo, e se tiver havido imperícia na operação dos equipamentos ou negligência na manutenção da embarcação isso será apurado e o(s) responsáveis serão responsabilizados". 

Ele informou também que "a embarcação está regular no que concerne à documentação e vistorias. Por isso, precisamos avaliar bem as causas do ocorrido".

Relatório

- Relatório Preliminar de Avaliação da Equipe de Inspeção Naval da Agência da Capitania dos Portos em Camocim sobre o alagamento e naufrágio parcial da “Balsa Atairu” em Camocim:

Segundo informações do proprietário da embarcação, Sr. Ivanildo, o alagamento foi em razão de avaria da bomba de esgoto ou “bomba de porão”, como ele chama. O ocorrido se deu por volta 13h, do dia hoje (02).

Participo, ainda, que a embarcação se encontrava atracada na Ilha do amor, e que, no momento do ocorrido, não havia nenhum veículo ou passageiros a bordo.

O Plano de Ação para restabelecimento da flutuabilidade, e posterior remoção da embarcação, foi definido da seguinte forma: 

- aguardar as melhores condições de maré, isto é, a baixa-mar, e avaliar os danos; 

- esgotar e colocar tambores para auxiliar na flutuação; e

- rebocar a embarcação na maré cheia, por volta das 05h da manhã do dia 3, levando-a para o atracadouro do bairro Coqueiros, local onde será realizado o reparo. Essa operação será acompanhada por militares da Marinha. 

O Proprietário e toda a sua tripulação foi notificada para comparecimento na Agência da Capitania dos Portos em Camocim. 

Finalmente, foi informado ao proprietário que a embarcação deverá passar por uma nova vistoria, por parte de um Engenheiro Naval da Capitania dos Portos, como condicionante para sua recolocação em tráfego.

Ademais, a embarcação será retirada de Tráfego por meio de uma Portaria Administrativa e será instaurado um Inquérito Administrativo para apurar circunstâncias, causas e responsabilidades pelo ocorrido.

Camocim, CE, 2 de janeiro de 2021. 

RICARDO CORRÊA PEIXOTO
Agente da Capitania dos Portos em Camocim

Atualizado às 18h22min





Carlos Jardel  

Nenhum comentário: