sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Justiça Eleitoral barra pesquisa fraudulenta em Camocim


O Juiz Eleitoral de Camocim, Thales Pimentel Saboia, barrou a pesquisa falsa eleitoral realizada pelo Instituto Real Time Big Data apos detectar várias irregularidades em desconforme com a Lei. 

A pesquisa realizada pelo instituto sem credibilidade favorecia a candidata da situação e tinha a intensão de desestabilizar o pleito eleitoral. 

 Na decisão , o juízo eleitoral informa que a empresa não apresentou os requisitos mínimos que afiram mínima credibilidade. Existem divergências entre os dados percentuais utilizados, por ausência de certificação digital nos documentos do registro da pesquisa eleitoral; inexistência de credibilidade estatística da pesquisa realizada, por cálculo equivocado da margem de erro e a falta de documentos necessários.

“A divulgação de resultados de pesquisa exerce enorme influência no eleitorado, principalmente naqueles cidadãos que, ainda, se encontram indecisos, razão pela qual é indiscutível a importância de se noticiar dados verdadeiros e confiáveis”. 

Quem divulgar estará cometendo crime de desobediência e poderá ser preso em flagrante

Confira a decisão do Juiz AQUI

Carlos Jardel

Nenhum comentário: