quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Cabo eleitoral do vereador César Veras diz que ficou com a "mão toda tremendo ao receber a bolada" para distribuir

" Tu foi o primeiro que foi comprado", afirmou uma apoiadora do candidato durante conversa virtual.

Uma suposta cabo eleitoral do candidato a vereador César Veras, de Camocim, afirmou em grupo de Whatsapp que comprou o voto de um eleitor com pagamento de conta de luz, medicamentos e dinheiro. " Tu foi o primeiro que foi comprado", afirmou a apoiadora do candidato durante conversa virtual.

Num vídeo, fazendo referência ao vereador César Veras, ela atesta que pegou uma "bolada" (dinheiro) para distribuir para outras pessoas. 

"Eita menino, minha mão toda tremendo,pior que se fosse pra mim, minha mão toda tremendo quando peguei na bolada", disse

Percebendo que postou grave conteúdo no grupo de whatsapp, que podem servir de provas para a Justiça Eleitoral, podendo comprometer o vereador César, a cabo eleitoral pediu aos membros do grupo  para retirarem os áudios e o vídeo.

Alfinetada

"Bolada?!  na linguagem popular quer dizer "muito dinheiro". Ou seja, a protagonista do vídeo, segurando os santinhos do candidato César, disse que recebeu muito dinheiro para entregar para outras pessoas. 

Alô Ministério Público! Alô fiscais! 

Nenhum comentário: