quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Professora Cecilia diz que Betinha "nunca moveu uma palha para defender os professores".


A professora efetiva da rede pública municipal de ensino, Ângela Cecilia, ao parabenizar os colegas de profissão, pelo Dia do Professor, 15 de outubro, refletiu sobre os problemas que a categoria enfrenta em Camocim e disse que a ex-secretária da educação Betinha, que é candidata à prefeita de Camocim, nunca "nunca moveu uma palha para defender os professores". 


"Olá! Sou Ângela Cecilia, Professora da rede pública municipal há 23 anos, especificamente na Educação Infantil. Fui Formadora e Coordenadora Pedagógica. Atualmente sou Professora da Educação Infantil. Amo minha profissão e sempre procurei exercer o magistério com muita responsabilidade e dedicação. Quem me conhece sabe disso. Mas hoje me dirijo aos meus caros amigos professores, pois é  um dia de reflexão, num período em que precisamos pensar fora da caixa. Nossos pensamentos precisam ultrapassar os muros dos interesses pessoais, pois somos formadores de opinião e por esse motivo não podemos permitir que pessoas que não respeitam nossa categoria façam lavagem cerebral em nós. Não podemos esquecer o quanto fomos e somos desvalorizados na atual gestão.

Eu poderia passar horas pontuando a desvalorização da nossa classe de professores. A lista é intensa, mas vou refrescar a memória dos meu amigos apenas com alguns pontos:

  • Inicio pelo diálogo da gestora municipal com a própria categoria. Não existe diálogo, a prefeita se recusa a ouvir os nossos representantes.
  • Lembram da cartilha registrada no cartório?Ainda aguardo o meu notebook. 
  • Os concursados de 2012 só estão trabalhando mediante ordem judicial e a luta da APEOC.
  • Muita resistência a  garantia da nossa progressão e reajuste salarial. 
  • Professores afastados por motivo de doença tiveram que retornar o trabalho.
  • Dizem que não existe perseguição política na atual gestão mais eu fui vitima quando a própria secretária de Educação me deu "chá de cadeira" por 3 vezes, repassando o caso pra sua assessora que me atendeu mal e ainda disse na minha cara que: professora efetiva tinha que ir pra onde colocassem. E olha que o meu caso era problema de saúde.
  • O rateio em forma de abonos morreu.Só lembranças.
  • E o famoso precatório? Ninguém sabe, ninguém viu. 
As aberrações não param por aí,  mas já é o suficiente. Precisamos agora, mais do que nunca, nos unirmos. A hora é agora. Amanhã pode ser tarde demais.

Estamos num período eleitoral, e por incrível que pareça, a candidata a prefeita e ex secretária de educação nunca moveu uma palha para defender os professores. 

Que nessa data de hoje, meus amigos professores, nós possamos comemorar sim, nosso compromisso em sala de aula, nosso amor pela nossa profissão, nossos alunos que tanto nos alegram no dia a dia, nossa força e determinação mesmo diante de tanta desvalorização.

Vamos à luta! A mudança só pode partir de nós. Parabéns pra nós! Grande abraço a todos vocês professoras e professores".

Carlos Jardel

Nenhum comentário: