quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Paloma perdeu para o Revista Camocim na Justiça Eleitoral

A ex-candidata à prefeita de Granja e ex-vereadora de mandato cassado, Paloma Aguiar, processou 9 pessoas em razão da publicação em três blogs da região, quais sejam: “Impacto Granja”, “Revista Camocim” e “Portal Camocim”, que noticiaram que o seu registro de candidatura havia sido impugnado! Ela alegou que as notícias eram inverídicas e “fake news”, e solicitava a exclusão das postagens e o direito de resposta. Ocorre que mais uma vez a Paloma amargou uma derrota na justiça! O Juiz Eleitoral, Dr. Hugo de Miranda, julgou improcedente de pronto a ação dizendo na sentença que o que foi publicado pelos blogs é notícia pública e verdadeira, não havendo qualquer falsidade, calúnia, difamação ou injúria contra a Sra. Paloma. 


Alfinetada

A  Paloma  Aguiar parece não se cansar de colecionar perdas/fracassos na justiça e além de ser corrupta
ela toma atitudes de opressora e inimiga da liberdade de expressão. Ela não se manca! Teve a candidatura impugnada pelo Ministério Público e indeferida pela justiça e queria dizer pro povo que era mentira? Ela tinha que ter ficado era calada para evitar o risco de mais essa "desmoralização pública", que derruba por terra o seu manto de mentiras. 

Ela perdeu o mandato de vereadora, perdeu a candidatura e  se continuar com mentiras vai perder o resto da moral pública que lhe sobrou e ainda vai parar no armazém do ostracismo. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: