sábado, 26 de setembro de 2020

Justiça! Um mês após o atropelamento fatal da senhora Francisca Justino, acusado continua em liberdade.

A Polícia Civil de Camocim é a responsável pelas investigações

Após um mês do atropelamento e morte da Senhora Francisca Filha Justino da Frota, a família clama por justiça. A vítima foi atropelada de forma brutal por um motociclista durante a noite do dia 25 de agosto na Rua Bandeirantes, na Boa Esperança. Relembre AQUI. A mulher veio a óbito em Sobral cinco dias depois durante a madrugada do dia 31 de agosto, em um hospital de Sobral. A vítima residia na Rua São Carlos, bairro Boa Esperança. 

De acordo com as informações colhidas pelo Camocim Polícia 24h, após o atropelamento a polícia iniciou as diligências e descobriu que o responsável pelo sinistro seria um homem de nacionalidade colombiana. Na noite de 31 de agosto, uma equipe de pm’s do P.O.G conseguiu apreender a moto usada no atropelamento fatal.

Já no dia 04 de setembro a Polícia Civil indiciou sob acusação de homicídio doloso um colombiano de 21 anos que é apontado como autor do sinistro. Ele teria empinado o pneu da moto, perdido o controle e atropelado a vítima.  

Passados um mês do sinistro que ceifou a vida da senhora Francisca Filha Justino da Frota, os familiares clamam por justiça e querem ver o culpado pela morte de sua ente querida por trás das grades. 

Informações do Camocim Polícia 24h 

Nenhum comentário: