sábado, 19 de setembro de 2020

Jijoca - O Carrapato das Partes Intimas do Executivo viaja na maionese


Um elemento bastante conhecido em Jijoca de Jericoacoara por espalhar mentiras constantes nas redes sociais, um desacreditado e semi-analfabeto funcional, está delirando com um assunto de suposto crime de abuso sexual que envolve um médico que atende particularmente no município.  Bom, situe-se, caro leitor, para entender a tentativa de factoide do Carrapato das Partes Intimas do Executivo, que tenta pousar de "amigo da saúde do povo", mas que não escreve uma linha sequer denunciando, por exemplo, os erros médicos da saúde pública municipal. 

Pois bem, o  caso em questão, de suposto crime de assédio, foi noticiado por uma rede de TV que não citou nome de clinica e muito menos da paciente. Até porque a denúncia não foi e não é contra a clinica e sim contra o médico, que inclusive nem funcionário da clinica é, mas sim apenas locatário da sala onde montou seu consultório, cujo contrato já foi reincidindo depois da denúncia tendo a clinica se manifestado em favor da suposta vitima. 

Por conta disso, sem mais nem menos, o "Zé Mané" das redes sociais de Jijoca, que é motivo de chacota para populares, está viajando na maionese, tentando criar um fato que não existe, por questões meramente politiqueiras, sem mais e sem menos, simplesmente para tentar tirar o foco dos problemas reais da administração pública, inclusive na área da saúde, que tanto prejudica a população. 

Quem lembra, por exemplo, dos passageiros sendo transportados como animais no interior de uma ambulância da prefeitura ? Quem lembra do erro médico de uma das UPAS que praticamente matou uma idosa e quase levou outra pra cova? Quem lembra da falta de papel para realização de um exame do coração no hospital? Quem viu essas denúncias graves sendo denunciadas pelo "carrapato"? então...A preocupação desse "zé doidinho" é só fruto de uma "caganeira cerebral". 

Bom, mas, pedir ou sonhar que o Carrapato Oficial dos Testículos do Executivo Municipal use do bom senso e fuja do ridículo seria o mesmo que tentar secar o Oceano ou contar cada grão de areia das dunas de Jericoacoara.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: