quarta-feira, 19 de agosto de 2020

"Vacina não irá resolver todos os problemas", alerta especialista sobre pandemia do coronavírus

Vista por muitos como a principal esperança contra o coronavírus, uma potencial vacina não deve solucionar todos os problemas ocasionados pela pandemia, conforme explica Fábio Miyajima. Ele é integrante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e possui ampla atuação em pesquisas epidemiológicas com análise molecular de doenças crônicas e infecciosas.

O especialista comentou sobre como o mundo está enfrentando a Covid-19 em entrevista exclusiva ao O POVO, em transmissão ao vivo do quadro Nova Saúde desta terça-feira, 18. Ele foi questionado pelos jornalistas Luiz Viana e Érico Firmo sobre quais as perspectivas de futuro diante da ameaça do novo coronavírus.

Diante da seriedade da situação, Fábio frisou que a história do século 21 será dividida em um momento antes do surgimento da Covid-19 e outro após. “Nunca as coisas irão se normalizar do jeito que eram antes da pandemia”, alertou. Ele explica que a população, de modo geral, acredita que com o surgimento de uma vacina, a pandemia e seus efeitos “sumirão instantaneamente, mas isso é uma ilusão”.

A grande capacidade de mutação do vírus, bem como as dificuldades regionais e culturais na implementação de medidas básicas de prevenção, como uso de máscaras, contribuem para que a visão de um “retorno à normalidade” seja cada vez mais incerta. O pesquisador destacou ainda que já existem diferenças visíveis entre as “cepas” (tipos de vírus) que circulam nos diversos países do mundo e acrescentou que no Brasil há pelo menos duas delas.

“Acreditar que a vacina irá resolver todos os problemas é uma ilusão”, pontuou Fábio. Ele mencionou o que chamou de “esforço extremo” da comunidade científica mundial na busca por medidas efetivas contra o vírus, mas alertou que, além de ser eficiente, a vacina precisa ser segura aos seres humanos.

Informações do Jornal O Povo.

Nenhum comentário: