quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Justiça nega Mandado de Segurança ao vereador Erasmo, que será julgado novamente pela Câmara em clara perseguição politica

O Vereador Erasmo Gomes havia reclamado na Justiça, através de Mandado de Segurança, sobre a reabertura do seu processo de cassação, solicitando que o Poder Legislativo fosse impedido de julgá-lo, novamente, considerando a decisão anterior do Juiz da 2ª Vara de Camocim, que havia anulado parte do processo administrativo, que culminou com a perda do seu mandato ainda no mês de agosto de 2019.

Naquela oportunidade, o Vereador Erasmo Gomes conseguiu uma liminar a seu favor, mas, agora, o mesmo Juiz entendeu que a Câmara, após anular seu próprio ato considerado ilegal, poderia sim reabrir os trabalhos da Comissão Processante e realizar novo julgamento, que se realizará hoje (quarta), a partir das 17hs, em Sessão Presencial.

O Vereador denunciado poderá apresentar sua defesa  durante duas horas, no Plenário, ao iniciar a Sessão de Julgamento.

Se o Plenário acatar o parecer da Comissão Processante, favorável à cassação, o Vereador Erasmo Gomes perderá imediatamente o mandato, podendo recorrer nos tribunais da Justiça.

Alfinetada

O Ministério Público através do Promotor Evânio Pereira disse que esse processo é somente uma tentativa de tirar a força um vereador eleito democraticamente. A até o momento, o vereador Erasmo não se intimidou e continua fiscalizando e denunciando a prefeita. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: