quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Covid: maior parte das pessoas que procuram os serviços de saúde mental tem entre 18 e 29 anos

Quase 2.500 pessoas já procuraram atendimento remoto por meio da Plataforma de Atendimento Inteligência (Plantão Coronavírus), da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) com queixas relacionadas à saúde mental durante este período de pandemia do novo coronavírus. Pelo menos 35% dos atendimentos foram para pessoas de 18 a 29 anos de idade.

Conforme balanço da plataforma, em seguida, com 32,11% estão pacientes de 30 a 39 anos. Os sintomas mais relatados são: ansiedade (30,8%), choro fácil (15%) e tristeza (14,17%).

Cerca de 70% das ligações foram feitas por mulheres. O fator de risco mais comum dentre aqueles que acionam o atendimento gratuito é a pressão alta.

O psicólogo Raymundo Neto explica que transtornos de saúde mental estão cada vez mais presentes e, muitas vezes, se confundem com sintomas da Covid-19, como a falta de ar. De acordo com Raymundo, a ansiedade é uma queixa comum na atualidade. O corpo responde para algo não necessariamente fisiológico ou concreto.

Informações do Diário do Nordeste.

Nenhum comentário: