quinta-feira, 9 de julho de 2020

Camocim - Valdir Júnior: Governo Monica Aguiar não olha pra juventude !

Quanto custa o tempo perdido? A juventude pede a atual gestão, estrita conta de seu tempo. Mas o que resta é, em tempo, dar suas contas. 


Dos quase 65 mil habitantes de Camocim, cerca de 20 mil são jovens entre 10 e 25 anos. O que intriga, numa cidade de dimensões financeiras e sociais como a nossa, que ocupa posição de destaque na região, pelo menos em teoria, é que não há efetivamente nenhuma ação do poder público do município que contemple as demandas dessa juventude. Mas infelizmente não é de se surpreender, tendo em vista que as demais áreas prioritárias também não ofertam avanço ou qualidade nos serviços.

A Prefeitura não desenvolve uma política consistente de capacitação técnica e profissional aos jovens, não oferta um projeto que contemple e estimule a prática de esportes, como aconteceu em outros tempos, não oferece transporte universitário de forma justa e de qualidade, não articula e nem mostra interesse em projetar uma ação que implante pelo menos uma extensão universitária na cidade, mesmo tendo registrado em cartório essa promessa, não cria condições via mercado para inserir os jovens na vida profissional, incluindo estágios e parcerias institucionais, não fomenta a formação humana de nossas crianças e não apresenta nada de relevante que de fato enfrente a falta de opções para entretenimento, além de não cuidar e nem dar atenção devida aos que perpassam por adversidades sociais.

Muito falta. Aliás, tudo falta. O município até tem uma Secretaria de Esportes e Juventude, mas diante do cenário cotidiano que vemos, não é novidade pra ninguém que esta seja simplesmente inoperante. Quanto custa o tempo perdido? A juventude pede a atual gestão, estrita conta de seu tempo. Mas o que resta é, em tempo, dar suas contas. 

Valdir Júnior

Nenhum comentário: