sexta-feira, 17 de julho de 2020

Camocim - vereador Erasmo poderá assumir cadeira na Câmara Federal


Erasmo Gomes está cotado para assumir uma vaga na Câmara Federal, se o fato confirmar, Erasmo será o primeiro camocinense da história a assumir uma vaga na Câmara Federal 

A quatro meses das eleições municipais, as mudanças na composição da Assembleia Legislativa e da bancada federal cearense na Câmara dos Deputados se intensificam, com a entrada de suplentes no lugar dos deputados - estaduais e federais - titulares. As trocas de cadeiras envolvem parlamentares que deverão disputar prefeituras neste ano.

Em Brasília 

Na bancada federal cearense, seis deputados federais anunciaram pré-candidatura a prefeito: Capitão Wagner (Pros), Célio Studart (PV), Heitor Freire (PSL), Luizianne Lins (PT), Moses Rodrigues (MDB) e Roberto Pessoa (PSDB). Até o momento, somente Roberto Pessoa pediu licença do cargo, de olho na disputa pela Prefeitura de Maracanaú. O seu grupo é adversário do de Júlio César Filho.

No lugar de Pessoa, assumiu a vaga, no mês passado, o suplente Danilo Forte (PSDB), que obteve quase 56 mil votos na última eleição. O deputado federal Vaidon Oliveira (Pros) também se licenciou da Câmara, após um acordo interno com as lideranças do partido. No seu lugar, entrou o terceiro suplente Deuzinho Filho (Republicanos).

Deuzinho obteve apenas 14.544 votos na eleição para a Câmara em 2018. Outras licenças estão previstas na bancada federal cearense. Capitão Wagner, também do Pros, deve se afastar do cargo no início do próximo mês de agosto a fim de se dedicar à campanha para a Prefeitura de Fortaleza.

No lugar dele, deverá assumir o primeiro suplente do Pros, Dr. Agripino Magalhães. Ele é médico-cirurgião e teve 20.625 votos. O deputado Heitor Freire (PSL), outro pré-candidato em Fortaleza, também disse que avalia se licenciar da Câmara. Se a saída acontecer, quem ocupará a vaga é o quinto suplente de deputado do PSL, Erasmo Gomes. Ele é vereador de Camocim e somou apenas 5.280 votos.

Longe das famílias ricas e tradicionais da política regional, Erasmo é militar da reserva da Marinha, aprovado em concurso aos 17 anos, filho de um pescador e uma dona de casa, em 2016 foi o segundo mais votado do grupo de oposição para a Câmara Municipal. Erasmo tem formação superior em Gestão Pública e foi aprovado recentemente para o Mestrado de Gestão Organizações em Buenos Aires, Argentina.

Carlos Jardel, com informações do Diário do Nordeste

Nenhum comentário: