segunda-feira, 22 de junho de 2020

Mais de 100 mil trabalhadores poderão voltar às atividades a partir de hoje


Conforme previsto na segunda fase do plano estadual de retomada das atividades econômica, cerca de 105 mil trabalhadores, de 14 cadeias produtivas, poderão voltar ao trabalho na Grande Fortaleza. Destas cadeias, seis já poderão operar com 100% da capacidade: construção civil, indústria química e correlatos, artigos de couros e calçados, cadeia metalmecânica e afins, saneamento e reciclagem e cadeia de energia elétrica.

De acordo com o plano do Governo do Estado, a liberação inclui trabalhadores dos segmentos da indústria, distribuição e comércio destas cadeias.

O setor da construção civil (comércio, distribuição e indústria), que já podia operar com 41% da capacidade desde o início da semana passada e responde pela maior parte dos postos de trabalho, poderá utilizar cerca de 38 mil trabalhadores na Grande Fortaleza, completando 100% da mão de obra do setor.

“Os trabalhadores da construção civil, voltam 100%. A construção civil iniciou o seu processo de reabertura, com toda a cadeia, com 30% da capacidade. E agora, na fase 2, o setor volta com 100% da capacidade. Os horários são os mesmos”, disse Flávio Ataliba, secretário executivo de orçamento e planejamento da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), durante live, na tarde de domingo, para tirar dúvidas sobre o decreto apresentado no sábado pelo governador Camilo Santana.

Na semana passada, ainda na primeira fase, mais de 105,5 mil pessoas, de 17 cadeias produtivas (indústria, serviços e comércio) já haviam sido liberadas para voltar às atividades de forma presencial. No entanto, nenhuma atividade estava autorizada a utilizar 100% da mão de obra.


Informações do Diário do Nordeste.

Nenhum comentário: