terça-feira, 16 de junho de 2020

CNBB condena “negócio particular” após padre Manzotti oferecer apoio a governo Bolsonaro


Após filmagem do padre Reginaldo Manzotti fazendo negociata com Jair Bolsonaro em troca de apoio ao Governo Federal, o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, defendeu o alinhamento das TVs e rádios de inspiração católica à doutrina da Igreja

Arcebispo de Belo Horizonte (MG), d. Walmor sustenta, em artigo, que os veículos não se equiparam a um “negócio particular” e, caso atuem de forma isolada, correm o risco de fazer “escolhas equivocadas” e “propor o que não condiz com as lições de Jesus Cristo”.

O arcebispo diz que o serviço de comunicação católico enfrenta desafios de um contexto sociopolítico “contaminado pelas disputas de poder, busca pela efetivação de domínios e acúmulo de dinheiro”. Ele condena “superficialidades e invencionices” e pede tratamento adequado a personalismos alimentados por “desvios religiosos nefastos”.

Informações do Cn7.

Nenhum comentário: