sábado, 27 de junho de 2020

Chaval - vereadora insiste em falar sem dizer nada!


A vereadora Patrice Brito, presidente da Câmara de Vereadores de Chaval, continua postando "notinhas" rasas e desequilibradas sobre a manifestação do Ministério Público Estadual a respeito da denúncia de "diárias ilegais"  e do absurdo que ela paga para o escritório de contabilidade que presta assessoria pra Câmara. Segundo o Promotor de Justiça,  é um valor "incompatível"!

Então, na última "notinha" fraca da presidente, ela diz (abaixo):

"Quero meus amigos(a), falar sobre a minha viagem a Fortaleza;A primeira vez foi em janeiro 2020, para saber mais detalhes sobre a LOA, nesta viagem o contador estava presente,na qual o prefeito insisti em trabalhar de forma errada". 

1 - Cristalinamente ela fornece uma informação em total desacordo com a justificativa que ela deu para retirar a diária. Na nota de empenho da dita diária ela diz objetivamente que se deslocou até Fortaleza para  "tratar de assuntos de interesse da Câmara junto a empresa Moura Assessoria Contábil", cujo  endereço  fica na Avenida Santos Dumont, sala 505, Aldeota, em Fortaleza".

A redação da nota é completamente diferente da pobre e recente informação da presidente, que tenta passar pro povo de Chaval  que "nesta viagem o contador estava presente...". Não vereadora!  nesta viajem, se é que essa ocorreu, o contador não estava presente! você e o tesoureiro da Câmara foram ao encontro dele , no escritório dele, lá em em Fortaleza, pelo menos é isso que documentalmente consta no Portal da Transparência do Tribunal de Contas do Estado do Ceará. Ou você mentiu?

Ainda na recente tentativa de explicação da presidente ela diz o seguinte, sobre a segunda viagem:

"A segunda viagem foi em fevereiro 2020, quando o vereador Dimas filho era Presidente da Câmara ,veio um processo da Procape,  em março de 2018, mas o presidente da época ( Dimas Filho), arquivou, porém quando eu assumi, tinha que dar esclarecimento desse processo ter sido arquivado, pelo ( Dimas Filho) na qual esse mesmo processo dava inicio a cassação do prefeito". 

2 -  Se no primeiro trecho da notinha a presidente não explicou nada, neste ela omitiu tudo a respeito da denúncia que enfrenta.  Ora, nesta segunda viagem,  a chefe do legislativo de Chaval foi mais uma vez ao encontro da empresa de contabilidade em fortaleza, com a mesma justifica da primeira viajem: " tratar de assuntos contábeis da Câmara". Pelo menos foi isso que ele deu como justificativa na nota de empenho da diária. Detalhe: nesta segunda diária ela sequer justifica que foi até a sede da Procap. 

No final da nota, ela diz em letras garrafais:

 "Blogs" sem CREDIBILIDADES QUE INSISTEM DIVULGAR INFORMAÇÕES FALSAS. FAKE NEWS É CRIME!"

A frase não é mentirosa, porém, reflete o incômodo sofrido pela vereadora, que está tendo seus atos públicos e políticos expostos para a opinião pública pelos blogs, que mostram as vísceras dos episódios  protagonizados pela mesma.

 Soa como piada  um vereador atacar a imprensa usando o bordão  da "credibilidade". Ora, pois se existe no Brasil raça mais sem credibilidade perante a população é justamente a raça de políticos. Além de não gozarem de credibilidade são os que mais mentem para a população. 

Políticos tentam diminuir o trabalho da imprensa, porque é justamente por ela que muitos destes criminosos estão na cadeia e respondendo processos.  

Me aponte um desacreditado da imprensa na cadeia, que eu lhe repasso uma infinita lista de vereadores cassados e atrás das grades. 

Leia também:


Carlos Jardel 

Nenhum comentário: