quinta-feira, 7 de maio de 2020

Em um mês, ocupação de leitos de UTI e enfermaria para Covid-19 tem aumento de 400% no Ceará

A ocupação dos leitos de enfermaria e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a pacientes com Covid-19 e a pessoas que necessitam de ventilação mecânica teve um aumento de 400% em poucos mais de um mês no Ceará. As informações foram divulgadas no boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde (Sesa) na noite desta quarta-feira (6).

Os dados se referem ao período compreendido entre os dias 2 de abril a 5 de maio deste ano. Os hospitais que registraram as maiores taxas de ocupação no intervalo observado foram o Leonardo da Vinci, com 100% nas enfermarias e 96,3% na UTI, o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), que alcançou 87,8% nos leitos de enfermaria e ocupação total nos de UTI e o Hospital de Campanha Presidente Vargas, que atingiu a capacidade máxima nas enfermarias e 90% nas Unidades de Terapia Intensiva, no mesmo recorte de tempo.

De acordo com a Sesa, o Ceará conta atualmente com 800 leitos de enfermarias e 621 de UTI e tem 419 ventiladores mecânicos que estão sendo utilizados por pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 na rede de saúde do SUS e privada do Estado.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: