Camocim - o "fique em casa" da prefeita e nada são a mesma coisa e já virou pura encenação - Revista Camocim

sábado, 2 de maio de 2020

Camocim - o "fique em casa" da prefeita e nada são a mesma coisa e já virou pura encenação


A prefeita confirmou o segundo caso de coronavírus em Camocim e pediu, inutilmente, para a população ficar em casa. O pedido já virou pura encenação da gestora. Basta voltear pelo centro comercial da cidade para perceber claramente que a prefeita, através da secretaria municipal de segurança pública e defesa civil,  está fazendo vista grossa  para o desrespeito dos decretos estaduais e dos próprios decretos assinados por ela.

Lojas, lanchonetes, quiosques de venda de roupas, estão funcionando sem cerimonias no  disfarce da "meia porta". Fora isso, a prefeitura não consegue dar conta das aglomerações em torno do auxilio emergencial. 

Mas e aí Jardel, qual a culpa da prefeita se as pessoas não cumprem o isolamento social? toda a culpa! explico: 

A prefeita declarou estado de calamidade pública por conta de uma pandemia cujo vírus é letal e o único remédio é o isolamento social, já decretado pelo Governo Federal, Estadual e Municipal, sendo que nesta derradeiro cumpre a prefeita demandar ações de controle da população, fiscalizar o cumprimento das medidas e penalizar os que vierem a descumprir as regras de convivência na pandemia, pois trata-se de uma situação de agravo a saúde pública. Ou seja: não é um problema de duas ou três pessoas, mas sim de todas as pessoas do município. E se a prefeita faz vista grossa para a desobediência popular, está assinando a concordância com a disseminação do vírus  e  automaticamente assumindo toda a responsabilidade com uma eventual tragédia na saúde pública. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: