sexta-feira, 22 de maio de 2020

Após fim de relacionamento amoroso, prefeito de Jijoca exonera namorada que era a Chefe do seu Gabinete.

Critério da nomeação: namorar o prefeito! 
Critério da exoneração: terminar o namoro com o prefeito!


O prefeito de Jijoca de Jericoacoara, Lindbergh Martins, brinca com o dinheiro público e com a máquina administrativa como se fossem de sua propriedade privada. Como se pudesse utilizar tais recursos para  satisfazer suas vontades pessoais, ferindo de morte o "Princípio da Impessoalidade" que caracteriza a administração pública.  

O prefeito chegou a nomear sua namorada, Roberta Carvalho Brandão., foto acima,  como Chefe do Gabinete, no dia 02 de Janeiro de 2020, com um salário R$ 5.400,00. - O cargo tem status de Secretário Municipal -. Com o fim do relacionamento amoroso, o prefeito simplesmente a exonerou no último dia 05 de maio . 

Ficou claro para a população que a referida contratação não foi baseada na competência, no zelo e no profissionalismo que o cargo público exige, mas sim por uma questão puramente pessoal e amorosa. Exatamente da seguinte forma: 

Acabou o namoro, perdeu o emprego! 
Critério da nomeação: namorar o prefeito! 
Critério da exoneração: terminar o namoro com o prefeito!

A questão em debate não diz respeito a vida amorosa e pessoal do prefeito, como a idiotice diplomada pretende tratar. Diz respeito ao modo como o prefeito, figura pública, utiliza o poder para se satisfazer pessoalmente e amorosamente. 

O gestor maior do município pode namorar com quem quiser porque isso não diz respeito a ninguém. O que ele não pode fazer, porque é imoral e crime, é utilizar a prefeitura para agradar seus relacionamentos pessoais.

Só pra lembrar: tanto o cargo de Prefeito como o de Chefe de Gabinete são cargos públicos, quem vier a  ocupa-los transformam-se em figuras públicas, sendo assim, tornam-se objetos de interesse público.  Tanto é que os dados constam no Portal da Transparência do Município. 

Quanto o prefeito pagava pra namorada secretária


Nomeação

Exoneração


Retificado em 23/05/2020
Carlos Jardel 

Nenhum comentário: