quinta-feira, 16 de abril de 2020

Interior de Camocim lotado de pessoas vindas de Fortaleza e São Paulo que não realizaram exames e nem isolamento social

A denúncia tem sido feita por moradores das comunidades.


As informações dão conta de que as regiões dois distritos de Camocim: Amarelas e Guriú, estão repletos de camocinenses que vieram da capital cearense, Fortaleza, e de  outros estados epicêntricos do Covid-19 -  São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal -, em plena pandemia de coronavírus. Essas pessoas, na sua imensa maioria, chegaram ao município - Deus sabe como -, não se apresentaram em nenhuma unidade de saúde para receber orientações sanitárias, realizar exames e nem ao menos realizaram o isolamento social de 14 dias. Algumas equipes da saúde da famílias das respectivas comunidades, sem sucesso, até que tentaram orientar esses irresponsáveis. Mas muitos saíram por ai "distribuindo charme", zombando do vírus, fazendo farras, criticando e desobedecendo os decretos dos governos e as medidas de proteção. 

O Revista Camocim aurou que muitas destas pessoas retornaram desempregados para suas comunidades de origem após o fechamento temporário das empresas onde trabalhavam na capital cearense,  no sul e sudeste do pais. Outros vieram em caráter de férias e muitos fugindo do vírus. 

Moradores estão com medo

"Eu tenho medo sou uma pessoa que faço uso de medicamento pra diabetes. Fortaleza em peso tá aqui", comentou uma moradora que reside na comunidade de Montevideo, próximo da sede do Distrito de Amarelas. 

A moradora também informou que no domingo passado a Lagoa de Amarelas, ponto turístico e de lazer, parecia ser um domingo normal, com intensa movimentação de pessoas. " Foi preciso a policia botar o povo pra casa", disse. 

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: