quinta-feira, 9 de abril de 2020

Forçada pela Lei Federal, prefeita distribui saldo da alimentação escolar com apenas 6 itens.

Nada de Cesta Básica.

O Kit é composto por apenas 06 itens: 1 kg arroz, 1 kg feijão, 1 pacote de macarrão, 1kg de açúcar e um pacote de biscoito de  Cream Cracher. Detalhe: a prefeita não está fazendo caridade, e sim cumprindo uma determinação aprovada pelo Congresso Federal, que obriga os prefeitos a distribuírem o saldo da merenda escolar para as famílias dos alunos.

E não duvide: somente depois  de forte pressão da imprensa local, da oposição e da população,  que vem forçando  a prefeita de Camocim a acordar de seu irresponsável sono profundo, foi que essa medida veio a ocorrer.  E propositalmente a gestora deixou para fazer a entrega na véspera da Sexta-Feira Santa, para transparecer um ato de profunda piedade cristã, quando na realidade trata-se de pura obrigação, que deveria ter ocorrido logo que se decretou o estado de isolamento social.

A prefeita chegou a gravar um vídeo para anunciar a entregar desses 06 produtos que compõe o tal Kit. No entanto ela não citou a Lei Federal, dando a entender que a ação é fruto de seu coração generoso. 

A verdade é que até o momento a prefeita não distribuiu cestas básicas para a população. Nem ao menos se manifesta sobre o assunto. Aliás, ela não vem se  manifestando eficientemente sobre nada em relação a crise na saúde pública e na economia do município. 

Se não fosse dramático a situação, poderíamos dizer, escancarando o riso, que a prefeita de Camocim, Monica Aguiar, é a piada pronta do município. E que não mede esforço para distanciar o cenário que lhe coloca em tal situação e que prejudica a população.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: