sexta-feira, 3 de abril de 2020

Entrevista: " professor Mário Roberto critica maneira como o Município tem adotado os estágios remunerados"

Apesar de tudo, o presidente da Apeoc lamentou as demissões.

 Confira a entrevista do Presidente da Comissão Municipal do Sindicato APEOC, Professor Mário Roberto, na Rádio Meio Norte FM Camocim 93. 1




O Presidente da Comissão Municipal do Sindicato APEOC, Professor Mário Roberto, concedeu entrevista nesta quarta-feira (02), no programa Revista Meio Norte, na Rádio Meio Norte FM, 93.1. 

Ao radialista Rudi Cascaes, o presidente falou sobre a antecipação das férias na rede pública municipal de ensino para o período de 01 a 30 de abril, destacando que não era esse o desejo da categoria, uma vez que se entende por férias um período para viagens, encontros, lazer, avaliações médicas e outras atividades, e quase nada disso poderá ser feito no mês de abril. Porém, diante do cenário de incertezas, o Professor afirmou que a Comissão Municipal entende a medida tomada não apenas em Camocim, mas em diversas cidades do Estado do Ceará e também nas escolas particulares. 

Na entrevista, ficou destacado que o Sindicato estará reivindicando junto à Secretaria Municipal da Educação que os oito dias de aulas suspensas em março sejam contadas como atividades letivas mediante o uso de estudos domiciliares, sem que se precise de reposição de aulas e que o pagamento do adicional de férias seja regularizado até o final da 1ª quinzena de abril.

O Presidente falou ainda sobre o Projeto de lei que reajusta em 12,84% a tabela de vencimentos do magistério municipal, encaminhado pela gestão municipal para a Câmara de Vereadores e que deverá ser votada na sexta-feira (03), em sessão extraordinária. “É vitória da categoria, é vitória do diálogo que a Comissão Municipal tem estabelecido em favor dos profissionais da educação”, informou Mário Roberto.

Ao final da entrevista, o Professor reiterou a crítica do Sindicato APEOC à maneira como o Município tem adotado os estágios remunerados. Segundo Mário Roberto, o que se viu foi estagiário fazendo as vezes de professor titular de sala de aula e ganhando menos do que se pagaria por um professor temporário. Apesar da crítica, o Presidente lamentou que, num momento em que se vislumbra uma forte crise financeira, a Prefeitura tenha suspendido os estágios remunerados. A expectativa do Sindicato APEOC é que, por ocasião do retorno às aulas, os estagiários voltem às escolas, não mais como titulares de sala de aula, mas como suporte aos professores.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: