segunda-feira, 30 de março de 2020

"Entre os cristãos têm uma gente bizarra. Essa gente é o pior de nós. O pior que a humanidade já produziu"


por  Thiago Silveira.

Entre os cristãos têm uma gente bizarra. Isso pra não dizer imoral, maléfica, genocida. Uma casta adepta da barbárie, da servidão (onde eles são servidos, claro). Se dizem cristãos, e no que diz respeito ao cumprimento da doutrina, o são. Seguiram a risca o ritual de todos os sacramentos, claro, dando um jeitinho pra burlar as regras, vão à missa com frequência, muito piedosos não faltam à fila da comunhão, até se confessam. Gostam de estar próximo do padre, fazer amizade, dar presentinhos, almoços e jantares e quando menos se espera, mandam a “conta”.

Essa casta critica as outras religiões e igrejas, sobretudo as que o sagrado se manifesta por divindades diversas. Mas estão sempre usando deus como aquele que sacia suas vontades, sobretudo as materiais; devolvem o dízimo, mas num acordo (só assinado por eles) de que deus os beneficie cada vez mais para que prosperem. Isso sem contar a relação com os santos, um pra cada necessidade diferente.

Aborto é um tema fora de cogitação. “Somos a favor da vida”. Dessa vida, porque todas as outras são tratadas com desprezo e impiedade. Morte ao favelado preto maconheiro que escolheu ser vagabundo e é uma ameaça! Morte as essas putas novinhas que só sabem rebolar a bunda e engravidar! Morte ao preso que quer ser tratado como gente mesmo depois de cometer um crime e vive uma vida de luxo na cadeia ganhando, inclusive, salário. Essa casta explora seus empregados, humilha e, na melhor das hipóteses dá um pão de coco na semana santa, se achando a melhor pessoa do mundo.

Eles ajudaram a eleger esse ser, que não há adjetivo que dê conta de definir ou qualificar tamanha maldade. Mesmo sendo cristãos (católicos romanos), contrariam a Igreja quando alerta para as ações que ferem toda a vida. “Igreja não é para se meter em política”. Não essa que os desfavorece, os tira da sua zona de privilegiados. Eles se identificam com ele. Com seu ar debochado, com sua ignorância, com sua desinteligência, com seu não cumprimento das leis, com sua desordem, com seu machismo, racismo, xenofobia, com sua sexualidade reprimida e mal resolvida.

Essa gente é o pior de nós. O pior que a humanidade já produziu. Arrisco dizer que muitos o serão assim até a morte. Quanto a esse cristo que eles pregam e esse deus que acreditam, o meu consolo. Não é o mesmo Cristo que eu creio. Tão pouco a manifestação do Sagrado que alimenta a minha espiritualidade.

Imagem: Ribs

Nenhum comentário: