quarta-feira, 25 de março de 2020

Camocim - Prefeitura não publicou decreto especifico tratando da questão turística durante a pandemia

Balsa é vista fazendo a travessia de veículo de passeio e gera polêmica nas redes sociais. 

Populares denunciaram a travessia de uma veículo de passeio atravessando para a Ilha do Amor na manhã desta quarta-feira (25).  A imagem vem gerando polêmica em muitos grupos de whatsapp destacando que passeios turísticos em Camocim deveriam ser proibidos. 

Por mais que o governo municipal venha a justificar que a foto acima "pode ser a travessia de nativos", quem vai garantir? E onde está o instrumento público municipal que proíbe ou regula tal atividade? 

Os decretos publicados pela prefeitura de Camocim, pelo menos os que estão acessíveis  no Portal e nas redes sociais oficiais do governo,  não tratam especificamente do funcionamento das balsas. 

O Secretário Municipal do Turismo também não tem se manifestado oficialmente como deveria. Nas páginas oficiais da pasta de governo não consta informações sobre nada que esteja relacionado as medidas preventivas contra o coronavírus, nem mesmo uma simples orientação, inclusive as páginas estão desatualizadas.  Mas se existe, onde estão e por que não houve ampla divulgação em tempos mais do que necessário?

A saber, a  prefeitura determinou, somente hoje, quarta-feira (25),  através de Decreto AQUI uma Barreira Sanitária na entrada da cidade, isso depois que um  táxi com placa do Rio de Janeiro entrou em Camocim e foi denunciado por populares. Por tanto, nada justifica comportamento contrário ou omisso do governo municipal em relação as demais atividades relacionadas ao turismo em Camocim. 

O Município de Jijoca,  por exemplo, deixou bastante claro, em forma de Decreto, sua posição sobre a questão turística durante a pandemia e já chegou a punir um empresa de turismo que hospedou irregularmente um casal de turistas, descumprindo decreto. 

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: