terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Notificada pelo MP, prefeita se recusa a esclarecer denúncia protocolada pelo vereador Marcos Coelho

 Denúncia diz que prefeita quer utilizar a estrutura e o dinheiro público para desequilibrar a eleição deste ano .

O Ministério Público Estadual do Ceará, através da Promotor de Justiça Evânio Pereira Matos, da 2ª Promotoria de Justiça de Camocim, notificou a prefeita Monica Aguiar a respeito da denúncia protocolada pelo vereador Marcos Coelho sobre o  o "uso disfarçado de atos e ações administrativas" em que a mesma exprime nitidamente  "a intenção de utilizar a estrutura e o dinheiro público para desequilibrar a eleição deste ano" .


A chefe do Poder Executivo Municipal recebeu a notificação no dia 21 de janeiro deste ano (2020) e  teve 15 dias para se manifestar, porém, vencido o prazo, não apresentou o que solicitara o promotor: "cópias de todas as leis  elencadas com as respectivas sanções e demais documentos pertinentes".

Ainda de acordo com a denúncia do vereador Marcos Coelho, a esposa do deputado Sérgio Aguiar deseja  desequilibrar o pleito eleitoral deste ano,"apadrinhando seus seguidores políticos, através da criação de cargos para agentes comunitários de saúde, contratação temporária de servidores, criação de novos cargos de confiança, criação de gratificações com valores de até 3 mil reais, recolhimento, sem publicidade, de currículos para exercer atividades no SAMU e empréstimo, junto à Caixa Econômica Federal, no valor de 21 milhões de reais". 

Ao se recusar a prestar informações ao órgão ministerial da Justiça, a prefeita Monica, além de confirmar  a intenção exposta na denúncia, deverá enfrentar ação mais rigorosa nos tribunais da Justiça.
Clique na imagem abaixo para ler a notificação


Carlos Jardel 

Nenhum comentário: