segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Os atos de brutais de homofobia não estão restritos apenas às grandes cidades.

Na última segunda-feira (17), um professor foi espancado fortemente na pequena cidade de Serra Branca, no interior da Paraíba. Luiz Carlos Rodrigues Alves, de 45 anos, após ter um vídeo íntimo vazado foi atraído para a zona rural do município e agredido de forma brutal, com pedaços de madeira e até um chicote.

Até quando pessoas serão mortas e agredidas por causa de sua sexualidade? o Brasil é um dos países onde mais se assassina e agride LGBTs no mundo, os números revelam uma morte a cada 23h.

Nenhum comentário: