sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Transferências ilegais para bandidos - Prefeita e ex-programador financeiro continuam na mira da Justiça e do MP

Quem também continua na mira da Justiça e do Ministério Público Estadual do Ceará  é a prefeita de Camocim, Monica Aguiar, e o ex-programador financeiro do Município, Felipe Veras, irmão do vereador César Veras. Os dois estão sendo investigados  no  famoso caso do "Golpe do Whatsapp", que desviou dinheiro para contas bancárias de bandidos.

Felipe veras pagou no final de 2018 seis fornecedores fantasmas, depositando em suas contas  mais de meio milhão de reais dos cofres públicos. Ele repassou recursos do Fundeb, sem processo, sem despesa empenhada, sem licitação, sem dotação orçamentária, sem serviço feito e sem atestado do secretário municipal. As transações bancárias que beneficiou os bandidos foram realizadas mediante uma  simples mensagem de whatsap da prefeita Monica Aguiar, que  alega que teve seu aparelho clonado. 

No entanto, as investigações encontram elementos suficientes que evidenciam o crime de improbidade administrativa, por fugir de normas padrões de repasse de verba pública, revelando   uma praxe usual do governo.

Com a conclusão do inquérito, Monica e Felipe poderão ser indiciados pelo Ministério Público Estadual e condenados pela Justiça por improbidade administrativa. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: