segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Enfermeiro denuncia desvalorização e precarização da categoria em Camocim

Enfermeiro contratados para atuarem na Atenção Básica - ATV de Camocim,  são submetidos a trabalharem por 1/3 do salário, pouco mais de R$1.000 (mil reais).

As declarações são do enfermeiro Diego Duarte (foto), feitas em seu perfil no Facebook.  "Fico ao mesmo tempo triste e indignado com a precarização e desvalorização do profissional enfermeiro em Camocim", disse o profissional , e completou: "tudo isso por falta de uma gestão pautada na valorização do profissional e com zelo da população". 

Ele disse ainda que há quase um ano os enfermeiro contratados para atuarem na Atenção Básica - ATV de Camocim,  são submetidos a trabalharem por 1/3 do salário, pouco mais de R$1.000 (mil reais), quando o salário do profissional chega a quase R$5.000,00 (cinco mil reais).

"Os enfermeiros contratos na ATB estão em cargos comissionados ganhando os míseros R$1.200,00 (mil e duzentos reais), pois é uma manobra da prefeitura, porque a mesma não pode contratar e assim vai se arrastando por mais de 1 (um) ano". Informou o enfermeiro sugerindo que o caso deve ter a a intervenção do Ministério Público" revelou.

Ele aproveitou e alfinetou o Conselho Regional de Enfermagem - Coren, que "só quer saber se os profissionais estão em dias com a anuidade".

"Até quando meus colegas irão se submeter a isso?Até quando a gestão municipal irá com isso? Quando os vereadores irão acordar e denunciar essa precarização da saúde?, provocou.

O vereador Juliano Cruz leu e comentou na Tribuna da Câmara, na sessão da última sexta-feira (29)  a postagem do enfermeiro. Confira AQUI.

Diego, conforme informações de perfil público, graduou-se em enfermagem na Faculdade de Ensino Superior de Floriano - FAESF e Mestrado Profissional de Gestão em Saúde na Universidade Estadual do Ceará UECE.




Carlos Jardel

Nenhum comentário: