terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Camocim - por que a Praia do Maceió não é a "nossa Jeri"?

A Praia de Maceió é disparada um dos principais pontos turísticos da cidade de Camocim. Com um visual rústico, praia limpa e boa de banho, fortes ventos para esportes náuticos, além de um pôr-do-sol de beleza incomum, atrai vários visitantes o ano inteiro. 

Com tantos atributos, por que o Maceió não consegue agregar ao turismo e economia de Camocim como a Praia de Jericoacoara faz com o município de Jijoca? O Camocim Post coloca algumas potencialidades para um dia isso acontecer e falhas que atrapalham o desenvolvimento do local. 

ACESSO:

A Praia do Maceió fica a 15km da zona urbana de Camocim, e o acesso hoje é todo por via asfáltica, através da CE-204, o que facilita e muito o ato de chegar na Praia. 

MERCADO IMOBILIÁRIO:

Por não ter uma estrutura encorpada como as famosas Jeri e Canoa Quebrada,  o Maceió tem um mercado de imóveis bem forte a ser explorado por corretores e donos de terrenos, além de arrendadores de pousadas. 

ESPORTES NÁUTICOS:

Com os fortes ventos e grande estrutura praiana, o Maceió é um “campo de retiro” para surfistas, kitesurfistas e windsurfistas, que junto com a Praia de Tatajuba, tornam-se um point para essa galera, podendo ser feito um calendário de eventos. 

TRANSPORTE:

Nota-se falta de interesse de colocar serviços de transporte, como topiques e transfers para realizarem o traslado de turistas da Praia de Maceió para a sede, e vice-versa. Muito turista deixa de ir para o Maceió por não ter veículo ou por querer curtir sem precisar dirigir. 

SINAL DE CELULAR:

Um dessabor que todo turista que visita a Vila de Maceió sofre. Não pega sinal de operadora nenhuma, e quando pega é bem fraco, ficando então reféns da combalida internet via rádio dos hotéis, pousadas e barracas de praia. Poderiam ser colocadas as torres de telefonia de acordo com as normas vigentes.

CARESTIA:
Infelizmente as diárias cobradas nas pousadas e os preços dos cardápios dos restaurantes não respeitam a Lei Básica da Economia, que é a relação entre oferta e procura. Não se pode cobrar por enquanto preços similares ao de Jeri sem o fluxo turístico que rola por lá. 

VIDA NOTURNA:
É um dos fatores que com certeza aumentaria o número de visitantes em Maceió, tanto os da cidade como os vindos de outros locais. A iniciativa privada pode começar a cogitar abrir investimentos em bares, pubs e em eventos para aumentar o giro da economia em Camocim. 

A natureza foi muito generosa com Camocim. A Prefeitura fazendo a divulgação adequada, além de parcerias com a iniciativa privada, junto com investimentos de empresários em dar mais opções de entretenimento na Praia de Maceió, com toda a certeza do mundo, que esta bela praia pode ser a “Jeri de Camocim”, e levar o nosso turismo a um outro patamar.


Nenhum comentário: