quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Num português escrachado: mentiu feito uma condenada! - Parte 1.

Tente entender: "Uma coisa é a prefeita está ausente e outra coisa é ela está  a serviço do município".


A prefeita de Camocim, que sempre gostou de ser leviana com as informações e irresponsável no trato com a máquina pública, ontem, terça-feira (05), durante entrevista na Rádio União FM, no programa apresentado pelo radialista vereador Zezinho, conforme já se esperava, disparou, sem pena e sem dó, no seu velho estilo, sua metralhadora de inverdades (sendo delicado) pra cima da população. Num português escrachado: mentiu feito uma condenada! e ainda de quebra, aproveitou para atacar o ex-prefeito Chico Vaulino, como forma de desviar ainda mais o foco de seu governo. 

Disse a prefeita, dentre várias aberrações caudalosas "que uma coisa é a prefeita está ausente e outra coisa é ela está  a serviço do município". Ela fez referência as suas constantes desaparecidas turísticas de seu gabinete , para supostamente tratar de assuntos  em outras regiões do Brasil e fora dele.  Pois bem: a questão é que a senhora Monica não informa pra Câmara, como deveria, suas ausências constantes.  Não justifica os longos prazos sem administrar presencialmente a cidade. - Ela  parece preferir o "modo online", via redes sociais, por onde, além de dar ordens aos seus serviçais, aproveita para postar suas fotos na Europa.

Então, dessa forma, sua frase explicativa não se sustenta, de modo que nunca se sabe "quando realmente a prefeita está ausente  ou  a serviço". E só pra reforçar: foi nesta confusão de presenças e ausências que foi desviado dos cofres públicos , via mensagem de whatsapp, verbas milionárias dos cofres públicos de Camocim.

Quem não lembra das viagens "estaleiro da Alemanha?".

Então, ontem a prefeita disse que estará, nestes dias indo até Brasilia em busca de recursos para Camocim e que no retorno irá visitar as secretarias do estado com o mesmo intuito.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: