segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Bala - Prefeita de Quixelô, irmão e esposo sofrem atentado em festa de aniversário da gestora

A prefeita de Quixelô, Fátima Araújo, 63 anos, e parentes sofreram tentativa de homicídio na noite deste domingo, 6, por volta das 23 horas, no sítio Cavaco, zona rural entre os municípios de Quixelô e Iguatu. O fato ocorreu em meio às comemorações do aniversário da gestora. As informações são do 10º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Iguatu.

O suspeito, identificado como Gilderlândio Alves de Araújo, 40 anos, produtor rural, chegou ao local em um veículo Toyota Hilux CD4X4 SRV, preta, placas NSF 9866, inscrição de Quixelô, Ceará, armado com uma pistola Taurus nº de série DPG06371 calibre 9mm, inox, capacidade para 15 disparos com nove munições intactas e três deflagradas e em seguida efetuou um disparo de arma de fogo para o alto e cerca de dois disparos em direção à multidão, e em seguida tomou rumo ignorado.


A Polícia Militar classificou a ação criminosa como tentativa de homicídio. Ninguém ficou ferido. Houve pânico e corre-corre entre os presentes. O motivo do ato criminoso não foi divulgado. A prefeita Fátima Gomes está em seu segundo mandato. 

A Polícia Militar realizou diligências que culminaram na apreensão da arma de fogo utilizada no crime, que foi abandonada na casa da genitora do suspeito, Maria Alves de Araújo. Os policiais militares continuam em diligência com o objetivo de prender o suspeito.

O delegado regional de Polícia Civil de Iguatu, Marcos Sandro de Lira, disse que já ouviu várias pessoas e que vai pedir a prisão preventiva do acusado. “Ele não acertou os disparos porque segundo os presentes estava bêbado e ainda colocou a arma na cabeça de uma pessoa que trabalha com a prefeita”, contou. “A prefeita disse não saber a motivação e não descartamos nenhuma hipótese”.

O delgado disse que o irmão da prefeita e o marido dela não foram atingidos porque se esconderam atrás de duas colunas. A prefeita estava no local, mas dentro de um carro, acalentando um sobrinho de colo. “A festa já estava finalizando, mas havia ainda umas vinte pessoas no local, inclusiva crianças, que correram para detrás de carro e para o mato”

Segundo relato de testemunhas, o suspeito ficou gritando atrás da prefeita: ‘cadê ela, cadê ela’. O delegado entende que se o suspeito tivesse encontrado a prefeita poderia ter ocorrido uma tragédia. 

O suspeito é casado com uma sobrinha da prefeita. A prefeita Fátima Gomes e o advogado, Adil Júnior, estiveram hoje pela manhã na Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, mas não quiseram gravar entrevista. “Estou muito abalada e não tenho condições de gravar”, disse a gestora. “Não sei o que houve”. A prefeita descartou questão política.

Uma fonte disse que a motivação poderia está relacionada com a eleição para o Conselho Tutelar realizada neste domingo, 6, porquanto uma candidata da preferência do suspeito não foi eleita e ele teria cobrado falta de apoio da gestão. 

Nota da Prefeitura 

       A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Quixelô divulgou nota sobre o episódio:

“Sobre o lamentável fato ocorrido que ontem (06) por volta das 23 horas, informamos que a prefeita Fátima Gomes, seu esposo João Araújo, e o irmão dela, Chico Gomes, foram vítimas de tentativa de homicídio por parte de Gilberlândio Alves de Araújo, mais conhecido como ‘Lanio Batista’.

Ainda são desconhecidos os motivos do tresloucado gesto. A prefeita e seus familiares aguardam o depoimento do acusado, que está sendo procurado pela Polícia, para saber o que motivou a tentativa de assassinato. Apesar do terror, não houve vítimas e todos passam bem. A prefeita Fátima Gomes tomou todas as medidas legais cabíveis e aguarda a conclusão das diligências em curso. O delegado Regional de Iguatu, Marcos Sandro, instaurou inquérito policial, com o objeto de apurar o ocorrido”.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: