terça-feira, 17 de setembro de 2019

Precatórios - o que ela fará ou já fez com os 18 milhões do FUNDEF?

O que fará ou o que já fez a senhora prefeita de Camocim, Monica Gomes Aguiar, com os R$ 18 milhões de reais referente ao cobiçado precatório do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental - FUNDEF?,  afinal de contas, é muito dinheiro público para ser investido sem ser visto. Não é mesmo? É um valor que, se aplicado for, impulsionará significantemente a educação municipal em vários aspectos, de  maneira que a própria população em geral e principalmente a comunidade escolar irão sentir os efeitos reais desse investimento. 

Mas, a  julgar pelo aspecto visível de degradação em que se encontram as escolas municipais, superando, inclusive, a suposta "educação nota 10", podemos antecipar a resposta: a prefeita nada fez ainda com esses milhões ou já desviou o dinheiro para outra finalidade.

Se a prefeita nada fez, deverá fazer o quanto antes para não ter cravada ainda mais forte o estigma de irresponsável, má gestora e tantos outros adjetivos que se aplicam aos que têm  trajetórias politicas e administrativas semelhantes as suas.  Mas se já desviou a cifra milionária, pecou gravemente!, contudo, antes de uma condenação sumária, logicamente, é preciso que os fiscais do povo - vereadores - e o Conselho do Fundeb - que precisa ressuscitar do sepulcro de hipocrisia e subserviência - . entrem em cena nas investigações necessárias e informem aos donos do dinheiro, os camocinenses.

Quanto a isso, vale lembrar que o vereador Marcos Coelho, através de Requerimentos, datado do dia 11 de abril deste ano, 2019, cobrou transparência da Chefe do Executivo Municipal  e uma planejamento  visando a aplicação destes R$18 milhões. Requereu também da prefeita a promoção de reunião com o Sindicato Apeoc, com o Sindicato dos Funcionários e Servidores  Municipais  Efetivos de Camocim - SINSPCAM visando a conciliação relativa ao repasse de 60% desse valor aos professores e outros servidores da educação.

Então, as importantes perguntas  que não querem quer calar:  quando a prefeita  e a secretária da educação  vão apresentar o planejamento de gastos dos 18 milhões referente ao precatório do FUNDEF? E quando elas vão convocar os sindicatos APEOC e SINSPCAM para uma reunião pra saber como esse dinheiro será  - ou foi i- investido?

Com a palavra, a senhora Monica Aguiar, a Secretária da Educação, Betinha ou até mesmo qualquer outro capacho relevante.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: