quarta-feira, 12 de junho de 2019

Jericoacoara - Lindbergh intensifica massacre de guias e bugueiros de Camocim. Monica e Sérgio continuam mudos.

O prefeito Lindbergh Martins, de Jijoca, desmoraliza Camocim. Sua decisão de fechar as portas para guia turísticos e bugueiros de Camocim, deixa vários país e mães de famílias impossibilitados do trabalho na região do Parque Nacional de Jericoacoara. 

Nas redes sociais, nos grupos de Whatsaap de cooperativas e associações das respectivas categorias, circula o comunicados dando conta da proibição determinada pelo prefeito Lindbergh:

Comunicado!

Carros de visitantes que vierem pelo Preá ou Camocim com guias desses municípios não vão  poder entrar na Vila e nem estacionar no Estacionamento de visitante .

O embarque e desembarque é  no carro do estacionamento.

Somente guias de Jijoca ,da farda azul, vão  poder estacionar  no Estacionamento.  Até  chegar a lista definitiva da secretaria de Turismo.

CARRO DE VISITANTE NÃO  ENTRA E NEM ESTACIONA NA VILA . LEI N°568/2019 , 10 DE JUNHO 2019

Mudos

Enquanto isso Sérgio e Monica Aguiar, deputado e prefeita de Camocim, não abrem a boca. A polêmica já dura  um mês e estão mudos. Permitem, sem reação alguma, a humilhação e o constrangimento dos trabalhadores do turismo de Camocim.

O vereador Juliano Cruz se manifestou na Tribuna da Câmara questionando o silencio da chefe do executivo municipal e de seu esposo deputado, que poderiam intervir diretamente na questão, pelo fato de serem aliados políticos do prefeito de Jijoca.

O silêncio do casal Aguiar tem sido encarado como um ato de pura concordância com decisão abusiva do prefeito de Jijoca que humilha os camocinenses, pois não haveria outra justificava para o amparo desse silêncio sepulcral.

Afinal de contas, o que custa para Sérgio e Monica Aguiar intervirem no problema,  tomando partido pelos trabalhadores camocinenses que estão sendo prejudicados?. Resposta: não custa nada! Eles sinalizam concordar com o prejuízo de guias turísticos e bugueiros de Camocim.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: