sábado, 1 de setembro de 2018

Vereador César Veras, pulha frouxo, "borrou a cueca" após contra-ataque de Oliveira


O vereador César Veras (PDT), que foi chamado de capacho de Sérgio Aguiar, não aparenta ser apenas um leviano de gravatinha e hipócrita de quinta categoria, mas também um pulha frouxo, que murcha a veia do cangote na primeira pressão depois de cutucar a onça com vara curta. Foi assim que ele agiu com o vereador Oliveira da Pesqueira (PCdoB), após acusá-lo de corrupto e improbo,  durante discurso fuleiro na Tribuna da Câmara na sessão do dia 24 de agosto. Ele disse que existe a gravação de uma ligação telefônica em que Oliveira oferece dinheiro ao superintendente de esporte da prefeitura de Camocim, Gean Bento, para que o mesmo mude de grupo politico. Ou seja, ele (César) expôs a imagem do do ex-colega pro mundo, com a pura e única intenção de difamá-lo, de atacar a honra do "cara", da pior forma possível; sem apresentar provas! Pedindo, inclusive, que a suposta   denuncia fosse levado ao Ministério Público e que a Câmara tomasse posição - uma forte referência à intenção de cassar o mandado do comunista. 

No entanto, o vereador Oliveira reagiu de forma forte, negando a acusação e ainda pediu pro vereador César Lera, como é conhecido, se autodenunciar-se ao Ministério Público por nepotismo, uma vez que seus familiares (esposa, irmão, cunhadas, primos etc) ocupam cargos de confiança no governo Monica Aguiar. Além de Explicar ao povo de Camocim, quem é o responsável, de fato, pelas obras de reforma e ampliação de diversas escolas do município e qual sua relação com a CONSTRUTORA LIRA LTDA!? Oliveira também pediu pra ele (César) fazer publicamente a prestação de contas dos recursos públicos que a União dos Vereadores do Estado do Ceará recebe mensalmente?.. 

E sabe o que vereador César Veras fez na sessão de ontem, após reação do vereador Oliveira?, resposta:  "borrou a cueca", gaguejou muito ao se defender do contra-ataque. Leu um texto escrito, provavelmente pelo Sérgio Aguiar, apenas se defendendo e  mudando completamente o tom do seu primeiro discurso de acusação leviana. E pior; ele se acovardou ainda mais ao negar  ter difamado Oliveira e  ter atentado contra a honra do mesmo, dizendo que estava apenas "alertando a população" e blá blá blá...

Esperava-se que o paladino da verdade apresentasse esta tal gravação, mostrasse pra população de Camocim a prova do crime, ao invés do discurso de falsa moral politica. Mas ficou claro que tudo não passou de blefe, um grande  teatro desvairado, tipico de sua canalhice parlamentar. 

Onde está esta gravação? Ela existe ou é mentira?  

- Também quero ler o protocolo de denuncia ao Ministério Público. 

Curiosidades

Por que César Lera não se demostrou indignado com a gravação em que um cabo eleitoral de um de seus colegas de bancada  aparece dizendo que recebeu 7 mil para mudar de partido? AQUI., por que ele não questionou o fato ou a origem deste dinheiro, por que não pediu para o Ministério Público Investigar? 

Durante sua fala, nas duas últimas sessões, César fala que os vereadores, ex-aliados da prefeita, eram "bem assistidos pela administração". O que ele quis dizer com isso? que tipo de "assistência é essa? A prefeita utiliza a máquina para beneficiar seus vereadores, é isso? Explica aí, projeto de vereador...

Carlos Jardel

Nenhum comentário: