sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Prefeitura de Camocim já pagou quase 2 milhões para empresas terceirizadas somente neste mês de campanha eleitoral


A prefeitura de Camocim repassou no período  24 de julho a 23 de agosto deste ano (2018)  o valor de R$ 1.217.600,00 (um milhão, duzentos e dezessete mil e seiscentos reais) somente para a Fundação de Cultura e Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão, referente aos serviços de contratação temporária de servidores para as diversas áreas do serviço público municipal.Já o Instituto de Gestão e Cidadania,  que também faz parte do esquema de terceirização de servidores municipais, recebeu  dos cofres públicos, neste mesmo período, a cifra R$ 612.193,65 (seiscentos e doze mil, cento e noventa  e três reais e sessenta e cinco centavos).

No Portal Municipal da Transparência Pública,  na relação de fornecedores e valores recebidos, as duas empresas constam no topo como as que mais receberam dinheiro da prefeitura de Camocim neste período.

Os vereadores Juliano Cruz, Marcos Coelho e Erasmo já cobraram transparência neste processo, mas a bancada do Governo na Câmara tem blindado a prefeita e dificultado o trabalho de fiscalização. Também as secretarias tem se recusado a fornecer informações.

Alfinetada

Na prática

Isso significa dizer que a prefeita Monica contratou estas empresas apenas para burlar a Justiça e a Lei, e empregar, sem contrato, sem seleção pública, seus eleitores, para que também trabalhem na campanha eleitoral pedindo votos para o deputado estadual Sérgio Aguiar (PDT).  Significa dizer também que, somando os valores recebidos pelas duas empresas, neste período eleitoral, o investimento na captação de votos chega a quase dois milhões de reais R$1.829.793,65.

Detalhe: os valores recebidos pelas empresas se elevaram praticamente dez vezes a mais do que o normal. Se bem que todo o processo já é anormal...

Pior ainda: o salário dos servidores estão sendo pagos com grande atraso.

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: