quarta-feira, 6 de junho de 2018

Reafirmando e fortalecendo a aliança


Uma foto nas vésperas do início de mais um campanha eleitoral simboliza, no caso em questão, a reafirmação e o fortalecimento da aliança politica, entre as lideranças do grupo da Oposição em Camocim, o casal Chico Vaulino e Euvaldete - ex-prefeito e ex-primeira Dama -o ex-prefeito de Granja, Romeu Aldigueri, para deputado estadual, tendo em vista, também, as eleições municipais de 2020.

Chico Vaulino e Euvaldete também apoiarão, mais uma vez, o deputado federal José Aírton do PT, que fará dobradinha com Romeu em Camocim, no palanque capitaneado por Vaulino. 

A expectativa, baseada em pesquisas internas, é de que o fruto desta aliança deslanche votos em favor dos candidatos  apoiados  pelo casal  da Tijuca, superando os números  da última campanha estadual. 

Naturalmente a oligarquia Aguiar vem reagindo na desqualificação desta aliança, investindo em tentativas de desgaste da imagem opositora, utilizando redes sociais e sua rádio de apoio. No entanto, o problema - para Sérgio, lógico - é que ele está diante de uma nova conjuntura politica na região, consistente de alguns fatores primordiais nos quais esbarram suas investidas. Eis alguns:

1- Não goza mais de apoio exclusivo do Governo na Região e muito menos dos Ferreiras Gomes. Este apoio agora é dividido com Romeu, que tem crescido significativamente com fortes adesões no campo em questão. 

2 - Sofre com o desgaste natural de sua imagem pública e com o fiasco do governo municipal, sob gestão de sua esposa, a prefeita Monica.

3-  Sérgio não mais detém o império da manipulação da massa, dada através de emissora de rádio de alcance regional. Outra emissora , também com raio de alcance Regional, entrou no jogo antagônico. 

4 - Sérgio não apresenta novidades em sua proposta politica. Ele não é mais novidade politica. A consciência da massa, depois de algumas décadas,  tende para o lado da novidade ou do revezamento das forças opositoras. Isso a velha história e Freud explicam! 

5 - Dificuldade para  reinventar ou ressignificar sua imagem pública, pois isso depende do trabalho bem feito na plataforma de sua existência politica, e nesta, consideravelmente, não houve manutenção substancial, houve subtração, dentre elas, como já citamos: perca e divisão do capital politico e de credibilidade no contexto local. 

O  sinal é de alerte e  diz: cuidado papudo, a roda gira! Novos interesses aparecem na esteira dinâmica da vida politica que se reorganiza impiedosamente.

Enquanto isso...

Capachos do papudo em um  grupo do whatsapp, com um pouco mais de duzentos participantes, juram que estão bombando...

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: