segunda-feira, 5 de março de 2018

Reforma da escola de Tatajuba (Camocim) há 3 meses paralisada. Alunos estudam em lanchonete e em casas de famílias

Aulas da educação infantil ainda não começaram por falta de professores


A obra de forma da Escola Ensino Fundamental Gregório Pedro Alexandrino da Tatajuba, está paralisada há cerca de três meses, prejudicando todos os alunos da comunidade. O motivo da paralisação, de acordo com as informações que obtivemos, seria por falta de material. Interroga por pais de alunos, a diretora da escola diz não saber informar os motivos. Apenas comunica, sem grandes detalhes, que "está esperando a pessoa responsável pela obra". 

Ainda de acordo com uma das fontes do Revista Camocim, a prefeitura não tem pagado a empresa responsável pela reforma, e isso seria um dos motivos da paralisação desta paralisação. 

Enquanto isso, os alunos estão estudando em lugares inapropriados, em uma lanchonete e na casa de famílias da comunidade.

"No turno da manhã os alunos são liberados às 10h, e na parte da tarde, tem turma que assiste apenas uma aula, são liberados e ficam no sol quente", informou ao blog alguns pais de alunos que pediram para não serem identificados por medo de sofrer repressão por parte da diretoria da escola e pelos políticos aliados da prefeita na Região.

A situação é mais grave ainda para as crianças da Educação Infantil, cuja as aulas ainda não começaram por falta de professores.

Os pais chegam a levar as crianças para a escola, mas voltam com a resposta de que a direção "não tem previsão de quando terá aula".

Mais informações em breve.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: