quarta-feira, 17 de junho de 2020

Camocim comprou 960 testes rápidos pelo absurdo de R$ 141,00 cada unidade, enquanto Granja comprou 6 mil testes por apenas R$ 75 reais a unidade

Praticamente Camocim comprou 01 teste pelo preço de 02

O município de Granja com 54.000 habitantes, adquiriu através de pregão eletrônico 6.000 kits de Testes Rápidos de COVID 19 para detecção de anticorpos IgG/IgM, com preço unitário de R$ 75,00, testando em massa a população. Já em Camocim que tem quase 10.000 habitantes a mais, adquiriu apenas 960 kits de testes rápidos com valor unitário de R$ 141,00, através de dispensa de licitação. Ou seja, Camocim comprou praticamente 01 teste pelo preço 02.

No processo de compras, Granja adotou a modalidade de pregão, que dar ampla concorrência ao certame para compras e serviços ligados ao novo coronavírus (Covid-19), já Camocim optou por fazer todas as suas licitações na modalidade de dispensa, obtendo como resultado valores considerados absurdos e que, pra piorar,ainda  não conseguem dar conta da necessidade do povo. 

O Ministério Público do Estado do Ceará precisa adotar alguma medida mais forte em relação a essa "patifaria"  que está ocorrendo na gestão da prefeita Monica Aguiar, que além de não conseguir frear a contaminação dos camocinenses e nem as mortes, que só aumentam a cada dia, extravasa os recursos financeiros sem responsabilidade.

Camocim

Granja

Carlos Jardel

Nenhum comentário: