segunda-feira, 13 de abril de 2020

Receita Federal regulariza 415 mil CPFs no Ceará em mutirão durante o fim de semana

Um mutirão realizado pela Receita Federal regularizou cerca de 415 mil CPFs no último fim de semana em todo o Estado. O mutirão, realizado pela 3ª Região Fiscal, também regularizou documentos de cidadãos nos estados do Piauí e Maranhão. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira (13) pelo superintendente da Receita Federal no Ceará, João Batista Barros.

"É uma regularização massiva de [mais de] 400 mil CPFs com base em cruzamentos na questão eleitoral, de contribuintes que não conseguiam regularizar seu CPF, exatamente por ter alguma pendência eleitoral. A Receita fez isso para 400 mil cearenses", destacou.

João Batista reforçou para o contribuinte que não é necessário ir diretamente à Receita Federal. A regularização pode ser resolvida por meio da internet. Na manhã desta segunda, uma multidão voltou a se aglomerar no entorno da sede do órgão.

"Isso demonstra que o caminho mais fácil, mais seguro, mais barato, mais ágil, contribuinte resolver sua situação, é realmente o site da Receita Federal, ou é o e-mail que nós disponibilizamos para os contribuintes: atendimentorfb.03@rfb.gov.br. São caminhos mais rápidos, mais tranquilo para a resolução dessas pendências", disse.

O superintendente também afirmou que mutirão ajudou pessoas que não conseguiram se cadastrar no auxílio emergencial no R$ 600 dogoverno fedral. Após a regularização do CPF, é necessário aguardar um prazo de até 48h para os dados constarem na base da Caixa Econômica Federal.  

"Há um tempo de mais ou menos 72 horas para que o cadastro do aplicativo do Governo Federal ingerido pela Caixa Econômica seja sensibilizado. Então somente a partir de dois ou três dias nosso contribuinte vai poder acessar o aplicativo e já fazer o cadastro novamente", finalizou. 

Esclarecimentos para o contribuinte

A Receita Federal esclarece que persistindo a impossibilidade na habilitação por pendência no CPF no aplicativo da Caixa, o contribuinte deve verificar se o CPF encontra-se na situação "Regular" por meio da consulta no site da Receita Federal na Internet. Se o CPF estiver regular, qualquer restrição apresentada pelo aplicativo Caixa - Auxílio Emergencial não deve estar relacionada a uma pendência com a Receita Federal.

O órgão também esclarece que é importante que o cidadão verificar no ato do preenchimento do aplicativo Caixa - Auxílio Emergencial se o nome do contribuinte e de sua data de nascimento, entre outros dados, coincidem com os dados constantes na base CPF da Receita Federal.

Caso o cidadão confirme que tenha a necessidade de regularização de dados do CPF, esse poderá ser realizado de forma online e gratuita pelo site da Receita Federal na Internet pelas seguintes opções:



Para os casos em que não for possível regularizar pelo site, o atendimento poderá ser efetuado via e-mail corporativo da RFB ou presencialmente em uma das nossas unidades. A Receita ainda esclarece que tendo em vista a pandemia da Covid-19, informamos que o atendimento presencial em nossas unidades está sendo realizada de forma excepcional. 

Diário Do Nordeste

Nenhum comentário: