quarta-feira, 17 de julho de 2019

Sérgio e um Judas entre seus vereadores. A qualquer momento o beijo explode na face de madeira.

Sérgio Aguiar tem um Judas que poderá a qualquer momento aplicar-lhe o gostoso e indecoroso beijo de traição. E não duvidem, pois este blog já fez o prenúncio de algumas tragedias no grupo Aguiar, contrariando os inocentes e os paspalhos que acreditavam, na época, estar tudo sobre o mais absoluto controle. Pois bem: não estava e nunca esteve! Alguns vereadores da base aliada e outros apoiadores não se sentem "acarinhado$" pelo líder da oligarquia. Questionam algumas de suas tomadas de decisões e negligências administrativas do governo Monica, porém, nada podem fazer além de suportar ou conspirar. 

Mas, no caso em questão, estamos falando de apenas um judas, precisamente  um vereador, que anda extremamente insatisfeito, mas que prefere não demostrar por questões estratégicas e por considerar que precisa analisar amplamente os efeitos de um possível rompimento com sua base politica. Logicamente é um Judas profissional, que tem impossibilitado o deputado, a prefeita e os demais membros do grupo  de levantarem qualquer suspeita.

Mas não iluda-se caro leitor e leitora, a tragédia pode vir à tona impiedosamente, trazendo relevações comprometedoras. Motivos? vários! mas o principal? sucessor de Monica!

Conto mais, em breve. Aguarde. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: