quinta-feira, 6 de junho de 2019

Polêmica - radialista ressuscita caso da morte da ex-primeira dama de Chaval e cita Claudete Pinto e Sandra Helena durante comentário.

"Ex-primeira dama tinha depressão e Sandra Helena viveu maritalmente com Paulo Pacheco. O problema é mais sério do que vocês imaginam", disse o radialista da Pontal FM.



O radialista Agostinho Alcântara, da Pontal FM, resolveu ressuscitar um dos mais polêmicos e tristes episódios da cidade de Chaval, que foi a morte da ex-primeira Dama, Elizete Cardoso Passos, esposa do ex-prefeito Paulo Pacheco, que teria se suicidado com um tiro de revolver na cabeça. Ao comentar o caso, o radialista, como quem pretende remontar um quebra-cabeça sobre a tragédia, citou o nome da vereadora Claudete Pinto e de sua filha, Sandra Helena, que eram próximas da família da falecida.

No comentário o radialista diz que dona Elizete enfrentava problemas de depressão e que "nuvens obscuras ficaram como mistério na morte desta senhora". Ele disse ainda que parte da população de Chaval "acha que o que aconteceu foi crime. Não foi suicídio. Foi um assassinato e que misteriosamente a urna funerária da falecida foi incendiada no Cemitério, para acabar com todos os vestígios no corpo da falecida".

Ao associar o nome da vereadora Claudete e de Sandra Helena, o  radialista lembrou do recente comentário da vereadora Fernanda, que é a atual primeira-dama do município, que teria dito que "é costume da vereadora Claudete perseguir e  atazanar a vida de premiras-damas".

"E a vereadora Claudete, o que tem haver com isso? Era muito próxima da família. Ela e a filha dela - Sandra Helena -, porque a filha dela viveu maritalmente como esposa do esposo da falecida primeira-dama", enfatizou Agostinho subindo tom e enfatizou: "a filha da vereadora Claudete viveu maritalmente com o ex-prefeito de Chaval, Paulo Sérgio de Almeida Pacheco, com quem teve uma filha. O problema é mais sério do que vocês  imaginam", disse.

Confira o áudio acima.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: