terça-feira, 7 de maio de 2019

Bolsonaro corta verbas e reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI) afirma que instituição pode fechar as portas até o mês de setembro


O Instituto Federal do Piauí (IFPI) confirmou que o decreto do Ministério da Educação (MEC) gerou o bloqueio imediato de R$ 18 milhões, o que representa 30% do orçamento previsto para este ano. Segundo a reitoria, a instituição só tem recursos para manter os campi até setembro.

"Nós não vamos honrar com os nossos compromissos. Vamor deixar de ter orçamento suficiente a partir do mês de setembro", declarou o pró-reitor de ensino do IFPI, Paulo Borges.

De acordo com a reitoria, o valor bloqueado é maior do que o planejado para ser investido no ano de 2019 com toda a Política de Assistência Estudantil no IFPI. A instituição está presente em 18 cidades, através de 20 campi, e chega a atender mais de 25 mil alunos em cursos técnicos, superiores e de pós-graduação.

"É deste orçamento, que a instituição executa, entre outras ações, contratação de serviços de ampliação, melhoria e conservação de infraestrutura, ações de ensino, pesquisa e extensão, segurança e qualificação de servidores", explicou o reitor do IFPI, professor Paulo Henrique Gomes de Lima.


Conforme o reitor, o bloqueio de valores comprometerá a manutenção de vários serviços prestados pelo IFPI como: atividades de ensino, pesquisa e extensão, visitas técnicas, organização e participação em eventos acadêmicos, qualificação de servidores, diárias e passagens, serviços de segurança, transporte escolar, alimentação, moradia e Programas de Assistência Estudantil para alunos em situação de vulnerabilidade social.


Em Floriano, a contenção de despesas representa R$ 800 mil no orçamento do campus do IFPI. Com isso, serviços básicos como água, energia elétrica e internet, alimentação e transporte escolar ficam comprometidos. A direção do campus já anunciou se não tiver mudanças haverá redução no quadro de servidores terceirizados.

Na cidade de Picos, o corte no campus do IFPI chega a R$ 34 mil. Com o bloqueio de 30% no orçamento, esse valor pode chegar a R$ 54 mil a menos em investimentos na educação e projetos desenvolvidos no instituto.

"Se essa meta continuar vai trazer grandes prejuízos para o funcionamento da instituição", disse o diretor do campus do IFPI em Picos, Gleison Monteiro.

Nos dias 7 a 9 de maio, o reitor do IFPI estará reunido em Brasília com os demais reitores que compõem o Conselho das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF), traçando estratégias de enfrentamento do atual cenário. Também está prevista, para o dia 10 de maio, uma reunião entre a Diretoria do CONIF e o Ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), professor Arimateia Dantas Lopes, afirmou em entrevista coletiva nesta terça-feira (7) que a instituição pode fechar as portas até o mês de setembro de 2019 caso sejam mantidos os bloqueios de recursos para a universidade.

G1 Piauí

Nenhum comentário: